Póvoa de Varzim, Sociedade

Município da Póvoa de Varzim apoia Misericórdia “num serviço que não se vê mas que os utentes sentem”

unnamed

O Município estabeleceu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, um Contrato-Programa com a Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Varzim que define a atribuição de um subsídio até ao valor máximo de 43.791,63 €, correspondente a metade do custo das obras realizadas no Centro de Dia.

O Presidente da Câmara Municipal, Aires Pereira, transmitiu que “o Município tem encarado com muita preocupação a questão do abandono, da solidão e da necessidade de manter os nossos idosos em plena atividade e não os institucionalizar”. Neste sentido, surgiram “os projetos que temos em curso quer da Escola da Lapa quer da Escola de Aver-o-Mar e, logo que fique disponível, da Escola de Nova Sintra, e agora com esta parceria com a Santa Casa da Misericórdia de modo a que a nossa população mais idosa tenha qualidade de vida, não se sinta só e tenha um envelhecimento saudável”.

O edil explicou que “esta preocupação do Município tem que se traduzir em apoios efetivos para que as nossas instituições tenham condições financeiras para as realizar porque a dificuldade de acesso a fundos que hoje existe cria inúmeras dificuldades às instituições, como é o caso da Misericórdia e d’A Beneficente”.

Aires Pereira lembrou que “estas instituições representam uma fatia muito importante da economia social, com mais de 200 pessoas empregadas. Há interesse do Município em fazer com que estas instituições tenham capacidade económica para sobreviver e fazer face às suas responsabilidades”, evidenciando que “isto traduz-se num equilíbrio social enorme, não só àqueles a quem prestamos cuidados mas também àqueles que hoje lá trabalham”.

O Presidente da Câmara manifestou ainda a disponibilidade do Município em apoiar outros projetos, nomeadamente o da ampliação e remodelação do antigo Lar, candidato a um projeto da União das Misericórdias, que considera “fundamental para a Misericórdia e para a Póvoa de Varzim”.

Aires Pereira reconheceu que “é importante que estas instituições perdurem e que cada vez tenham melhores condições para poder fazer este serviço”, realçando que “é um serviço que não se vê mas que os utentes sentem a sua necessidade, bem como as suas famílias quando não têm condições para dar a retaguarda necessária”.

O Provedor da Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Varzim, Virgílio Ferreira, transmitiu que as obras realizadas no Centro de Dia são importantes para “ocupar melhor o tempo dos idosos” com vista a um envelhecimento mais “feliz e ativo”.

Assumindo que a disponibilidade financeira das Misericórdias não é a melhor, o Provedor reconheceu que o apoio da Câmara Municipal era essencial para esta obra que, dentro de um mês ou pouco mais, vai estar concluída.

O Centro de Dia que conta, atualmente, com 60 utentes, passa a ter agora um salão polivalente que irá abranger diferentes espaços de ocupação e atividades diversificadas orientadas por técnicas.

O Provedor revelou ainda que a instituição poveira tem em vista a ampliação e remodelação do Lar de Idosos bem como a prestação de cuidados de saúde diversificados contemplados numa candidatura da União das Misericórdias. 

Veja a fotogaleria.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *