Educação, Elvas, Sociedade

Primeiro-Ministro António Costa visitou a Escola Básica nº1 de Elvas

Primeiro-Ministro António Costa visitou a Escola Básica nº1 de Elvas
O Primeiro-Ministro, António Costa, esteve esta segunda-feira, dia 6, na Escola Básica 2,3 nº 1 de Elvas, acompanhado do presidente da Câmara Municipal de Elvas, Nuno Mocinha, bem como de diversos membros do governo.

O Primeiro-Ministro após ter cumprimentado os alunos e funcionários do estabelecimento de ensino, que o aguardavam no exterior da escola, recebeu uma oferta das mãos de alunas e posteriormente, já no interior do Pavilhão Polivalente, ouviu tocar, em flauta, Hino da Alegria.

As intervenções começaram com a diretora do Agrupamento, Fátima Quaresma, que agradeceu a presença de todos referindo ser “com satisfação e até alguma emoção, que o recebemos na nossa casa. Todos os dias acolhemos mais de meio milhar de alunos, que aqui frequentam as suas aulas, desde o 5º ao 9º ano, para além de professores, auxiliares e funcionários”.

Esta salientou ainda que “somos a maior escola de atração urbana do concelho, com alunos e professores empenhados, o que se traduz nos resultados obtidos pelos nossos estudantes, o que nos orgulha e motiva a continuar na nossa missão: a educação para a cidadania”.

Posteriormente, o presidente da Câmara Municipal de Elvas, Nuno Mocinha, referiu que a visita do senhor Primeiro-Ministro “é uma homenagem a quem se dedica às pessoas”, o que este Governo tem vindo a fazer.

“A sua presença, aqui hoje, diz-nos que compreende bem aquilo que às vezes são as nossas dificuldades e também aqueles que são os nossos projetos e está connosco”. Sublinhando que este governo quer delegar, dar mais poder, às camaras municipais, porque quer aproximar quem decide de quem tem os problemas”.

O autarca sublinhou ainda os projetos na área da educação, desde a base à qualificação de pessoas e “todos temos o mesmo objetivo, ver os homens e as mulheres de amanhã mais preparadas do que nós, para podermos fazer um Alentejo melhor, um Elvas melhor e um Portugal melhor”, concluiu Nuno Mocinha.

O Primeiro-Ministro, António Costa, começou por dizer que nos últimos anos “a escola mudou muito”, acrescentando que é necessário “ter atenção a esta geração que está a frequentar a escola, é uma geração em que temos que investir a pensar no futuro do país”.

O governante recordou que “o país interrompeu, durante uns anos, o esforço e investimento que vinha fazendo na requalificação do parque escolar, um esforço que temos de ser capazes de retomar”, neste âmbito referindo-se a Elvas, salientou a obra de recuperação da Escola EB 2,3 nº 1 de Elvas, “que não resolve a totalidade das verbas necessárias, porque vai requerer a mobilização de um acordo com a Autarquia local, com as disponibilidades que possa haver no futuro no Orçamento de Estado, mas não desperdiçar, para já, as verbas que estão disponíveis no âmbito do Programa Operacional para serem afetas a esta escola”.

António Costa explicou que “são cerca de 2,2 milhões de euros, que não corresponde à totalidade das verbas necessárias para executar as obras, mas tem de ser a verba que temos de ser capazes de começar a utilizar para começar desde já aproveitar os recursos disponíveis e resolver os problemas que não podemos mais adiar a resolução”.

Nesta passagem pela cidade de Elvas esteve também o Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues; o Ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques; a secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, entre outras entidades.
Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *