Destaque, Espinho, Sociedade

CPCJ de Espinho “sensibiliza para os valores”

cpcj250_125308879658b6eb703e50c

A Representante do Ministério da Educação na Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Espinho Prof. Dulce Adrêgo, no decurso do mês de fevereiro, deu cumprimento a ações nas diferentes Escolas do Concelho de Espinho sobre diferentes temáticas: “Violência no namoro” e “Abuso sexual”.

Estas ações fazem parte do Plano de ação da CPCJ “Sensibilizar para os Valores”, que pretende uma abordagem preventiva junto das crianças e jovens sobre problemáticas emergentes na sociedade. O trabalho efetuado no âmbito destas temáticas, pretende dotar as crianças e jovens de ferramentas pessoais, no sentido de serem capazes de exprimir sentimentos e verbalizarem emoções, capacitando-as para o pleno desenvolvimento biopsicossocial e potenciar o crescimento de crianças e jovens numa perspetiva de cidadãos mais ativos, informados e responsáveis.

A ação sobre “Abuso sexual” foi operacionalizada em duas etapas: em novembro de 2016, o alvo da ação foram os cuidadores formais de crianças integradas no primeiro ciclo, identificados em estreita articulação com os Centros Comunitários de Espinho e Associação de Desenvolvimento do Concelho de Espinho, onde foi possível operacionalizar as ações. Em fevereiro de 2017, os alvos da ação foram as crianças integradas nas turmas de 4º ano de escolaridade de todas as Escolas do Concelho.

A parceria da CPCJ com os diferentes Serviços de Psicologia e Orientação dos diferentes Agrupamentos do Concelho (Agrupamento de Escolas Dr. Manuel Gomes de Almeida e Agrupamento de Escolas Dr. Manuel Laranjeira), foi uma excelente mais valia no âmbito das ações, através da qual a abordagem multidisciplinar foi enriquecedora.

Sendo fevereiro o mês de comemoração dos afetos e dia dos namorados, a CPCJ em parceria com a ADDIM-“Associação Democrática de Defesa dos Interesses e da Igualdade das Mulheres”, operacionalizou ações intituladas “Violência nas Relações de Intimidade”, para jovens dos diferentes Agrupamentos de Escolas do Concelho integrados no ensino secundário. Tendo como base a formação de jovens mais conscientes e informados é missão das instituições:

  • Sensibilizar os jovens para a problemática da “Violência nas Relações de Intimidade”;
  • Contextualizar a ação das diferentes instituições sociais, no âmbito da problemática “Violência nas Relações de Intimidade”;
  • Informar sobre enquadramento legal, da “Violência nas Relações de Intimidade” na perspetiva do crime público;
  • Educar para prevenção, atuando precocemente em contexto escolar.

Na sociedade atual é imperativo sensibilizar a comunidade civil, para valores como o RESPEITO, sendo esta a pedra basilar na construção de uma sociedade menos desigual.
As crianças e jovens são o melhor investimento para um futuro melhor.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *