Póvoa de Varzim, Sociedade

Câmara da Póvoa de Varzim homenageou Fernando Barbosa no centenário do seu nascimento

Câmara homenageou Fernando Barbosa no centenário do seu nascimento

Na passada segunda-feira, 27 de fevereiro, a Câmara Municipal da Póvoa de Varzim prestou homenagem ao autarca, professor e historiador Fernando Barbosa, assinalando o centenário do seu nascimento.

O Vice-Presidente da Câmara Municipal, Luís Diamantino, e os familiares de Fernando Barbosa, descerraram uma placa evocativa na fachada da casa onde viveu, na Praça da República, que pertence ao seu afilhado, Fernando Pereira.

Veja a fotogaleria.

O Vice-Presidente informou que para além desta, também foi colocada, no mesmo dia, a nova placa toponímica na Rua Fernando Barbosa. Ambas da autoria do artista Fernando Gonçalves.

Na sessão de homenagem, que encheu o Salão Nobre dos Paços do Concelho, Luís Diamantino começou por agradecer à família de Fernando Barbosa, recordando o seu irmão Jorge Barbosa pelo “muito que fez pela nossa história e o muito que contribuiu e continua a contribuir para o nosso enriquecimento cultural”, estendendo o agradecimento às filhas de Jorge Barbosa “que souberam e sabem ser verdadeiras testemunhas vivas da memória do vosso pai e do vosso tio. Agradeço ainda a vossa dádiva contínua e a vossa presença efetiva em todos os momentos de construção cultural da nossa Póvoa”.

O Vice-Presidente referiu que Fernando Barbosa foi “professor muito amado pelos seus alunos, Vereador da Câmara Municipal da Póvoa de varzim, Presidente da Comissão Municipal de Turismo, Diretor do Museu e da Biblioteca Municipal”.

Enquanto responsável pelos Pelouros da Cultura e do Turismo, organizou a “Missão Internacional de Arte da Póvoa de Varzim”, de 25 de julho a 25 de agosto de 1955. “Com este acontecimento demonstrou que sabia ver mais longe”, constatou Luís Diamantino, acrescentando tratar-se de um “ato heroico para a época”.

Foi também Fernando Barbosa que fundou e dirigiu os quatro primeiros números do Boletim Cultural “Póvoa de Varzim” distribuídos por dois volumes (1958 e 1959).

“Deixou-nos com 45 anos de uma vida culturalmente intensa e vivida com paixão pela sua terra. No pouco tempo que esteve entre nós, deixou muito para o futuro, abraçou a nossa história e marcou, através da cultura, um lugar permanente na nossa memória coletiva queremos agora reforçar. Obrigado Sr. Professor pelo futuro que soube tão bem pintar, esculpir e escrever”, evocou o Vice-Presidente.

A sessão contou com os testemunhos da sobrinha de Fernando Barbosa, Conceição Barbosa; do afilhado Fernando Pereira; de Armando Marques, que foi “secretário particular” de Fernando Barbosa no período em que foi Vereador, e de Alberto Eiras, que abordou várias facetas do homenageado. Todos foram unânimes em defini-lo como “uma das pessoas mais cultas que a Póvoa teve”, realçando a sua modéstia e abnegação.

A cerimónia contou com uma Sessão Filatélica organizada em parceria com a Associação Poveira de Colecionismo e os CTT. Foi feita a apresentação do postal, selo e carimbo comemorativos bem como a aposição do carimbo no postal num posto móvel dos CTT instalado, para o efeito, no Salão Nobre.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *