Reguengos de Monsaraz, Sociedade

FEDER cofinancia projetos de mais de dois milhões de euros no concelho de Reguengos de Monsaraz

IMG_8437

Os projetos “Recuperação dos Baluartes Fortificados em Monsaraz” e “Reguengos de Monsaraz – Cidade Europeia do Vinho 2015/Capital dos Vinhos de Portugal” que foram apresentados pelo Município de Reguengos de Monsaraz para financiamento comunitário pelo FEDER já estão assinados e representam investimentos superiores a dois milhões de euros no concelho. Os contratos de financiamento foram assinados na semana passada em Campo Maior numa cerimónia que teve a presença do Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques.

As candidaturas da autarquia foram apresentadas ao Alentejo 2020 – Programa Operacional Regional do Alentejo 2014-2020 na área do Património Cultural e Natural e nas tipologias Requalificação do Património Cultural e Promoção Turística. Nesta cerimónia foram assinados 32 termos de aceitação com os respetivos beneficiários dos projetos aprovados, num total de 32,2 milhões de euros de investimento e de 24,1 milhões de euros de cofinanciamento do FEDER.

O projeto “Reguengos de Monsaraz – Cidade Europeia do Vinho 2015/Capital dos Vinhos de Portugal” foi o que teve melhor avaliação pela entidade regional gestora dos fundos comunitários, atingindo 4,5 pontos em 5 pontos possíveis. Este projeto vai financiar o investimento efetuado pela autarquia na promoção do concelho e do setor da vinha e do vinho a nível nacional e internacional.

O projeto “Recuperação dos Baluartes Fortificados em Monsaraz” visa a reabilitação do caminho da Barbacã exterior, o desenho de uma proteção ao longo da Rua da Guarda, a articulação entre a Porta de Évora e o Caminho da Barbacã, a reabertura da Porta Sul do Castelo e a sua ligação à Barbacã Sul, mas também a recuperação do pátio da Casa da Inquisição e a sua união ao Castelo. Com a implementação deste projeto resolvem-se as necessidades prementes de consolidação dos paramentos do castelo, das muralhas e da antiga Barbacã de Monsaraz, articulando-se esta operação de conservação com a restituição à vila histórica de uma parte muito significativa do antigo caminho das fortificações exteriores, o perdido caminho da Barbacã, possibilitando a visita completa da sua primeira e exterior linha de defesa e o acesso aos baluartes e revelins a Sul.

José Calixto, Presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, considera que “estes investimentos são estruturantes para o futuro do nosso concelho. Devo destacar a nossa candidatura que obteve a mais alta classificação de todos os 54 milhões de euros em projetos apresentados, dos quais 32 milhões obtiveram avaliação de mérito para serem agora financiados”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *