Desporto, Palmela

Ciclismo de elite em março com meta no Castelo de Palmela

Granfondo-da-Arrábida-2017

Está, já, confirmada a participação de várias equipas nacionais e estrangeiras naquela que será a primeira edição da Clássica da Arrábida. São exemplos a Caja Rural–Seguros RGA (Espanha) – onde corre, atualmente, o ciclista palmelense Rafael Reis – a W52-FC Porto, a Sporting-Tavira, a Efapel, a Equipo Bolivia, da Bolívia, a Rally Cycling, dos Estados Unidos da América, ou a Team Sparebanken Sor, da Noruega.

Inserida no calendário da União Ciclista Internacional, esta prova decorrerá a 5 de março, com meta no Castelo de Palmela, e destina-se apenas a profissionais, procurando afirmar a região, cada vez mais, como área de referência para a prática do ciclismo e para a realização de eventos de qualidade, na área do turismo desportivo.

A organização está a cargo da Lima&Limão Cycling Services, da Federação Portuguesa de Ciclismo e dos Municípios de Palmela, Sesimbra e Setúbal, numa parceria para, pelo menos, três anos, com cada Município a receber uma partida e uma chegada. Este ano, o percurso tem início em Setúbal e atravessa os três municípios da Arrábida, ao longo de cerca de 200 quilómetros, para terminar junto ao Castelo de Palmela.

A anteceder a primeira edição da Clássica, no dia 4 de março, o Município de Palmela e a Lima&Limão promovem a terceira Granfondo da Arrábida, prova aberta à participação de praticantes de ciclismo amador de competição e de ciclismo de lazer. As inscrições estão abertas para esta prova, com um percurso de 145 quilómetros, bem como para duas provas com grau de exigência menor, que decorrem em simultâneo – a Mediofondo da Arrábida, com 115 quilómetros, e a Minifondo, com 55.

 

Mais informação sobre a Clássica da Arrábida em http://www.classicadaarrabida.com

Mais informação sobre a Granfondo da Arrábida em http://www.arrabidagranfondo.com/pt

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *