Cultura, Destaque, Melgaço

FILMES DO HOMEM procura filme para o prémio Jean Loup Passek em Melgaço

Festival de Cinema (8)

17 de março é a data limite para as inscrições dos filmes candidatos ao prémio Jean Loup Passek, promovido pelo Festival Internacional de Documentário de Melgaço FILMES DO HOMEM. Podem concorrer filmes de qualquer nacionalidade e duração e, à semelhança dos anos anteriores, os filmes candidatos ao prémio devem refletir sobre os temas identidade, memória e fronteira. Os trabalhos devem manifestar o ponto de vista do autor sobre aspetos relacionados com questões sociais, individuais, culturais ou de identidade. Não serão aceites trabalhos de carácter jornalístico.

O prémio Jean Loup Passek está integrado no FILMES DO HOMEM, festival de documentário de Melgaço, que este ano vai decorrer de 1 a 6 de agosto. Os filmes submetidos serão analisados pelo júri do prémio Jean Loup Passek, que em 2017 será constituído pelo cinéfilo André de Oliveira e Sousa, pelas realizadoras Graça Castanheira e Iris Zaki, pelo produtor Rodrigo Areias e pelo programador e autor brasileiro Sérgio Rizzo. Os documentários selecionados serão exibidos durante o festival FILMES DO HOMEM, altura em que serão anunciados os vencedores. O vencedor na categoria de longa-metragem será premiado com um prémio no valor de 3.000 euros, a melhor curta-metragem receberá 1.500 euros e o melhor documentário português a concurso arrecadará o prémio nacional, no valor de 1.000 euros.

Todas as informações sobre o prémio e processo de candidatura podem ser encontradas em www.filmesdohomem.pt, assim como a ficha de inscrição:http://filmesdohomem.pt/premiopassekinscricao.php.

 

O prémio Jean Loup Passek foi assim batizado em homenagem ao escritor e crítico de cinema francês, que faleceu no ano passado e que doou o seu espólio ao município de Melgaço. Organizado pela Câmara Municipal de Melgaço em parceria com a AO NORTE – Associação de Produção e Animação Audiovisual, a iniciativa pretende promover e divulgar o cinema etnográfico e social, refletir sobre identidade, memória e fronteira, e contribuir para um arquivo audiovisual sobre a região. Esta é também uma forma de dinamizar o Museu de Cinema de Melgaço Jean Loup Passek, inaugurado em 2005, onde se encontra o espólio do cinéfilo francês.

 

FILMES DO HOMEM é marcado por três eixos principais:

  • Programação a partir de uma mostra competitiva de documentários candidatos ao prémio Jean Loup Passek. FILMES DO HOMEM seleciona documentários que manifestem o ponto de vista do autor sobre questões sociais, individuais e culturais relacionados com identidade, memória e fronteira.
  • Realização do Curso de Verão Fora de Campo, um encontro de reflexão, debate e desenvolvimento de pesquisa e práticas criativas no âmbito das Ciências Sociais, das Artes e das Ciências da Comunicação, em torno do tema Cinema, narrativas, lugares de memória.
  • Realização do Plano Frontal, uma residência cinematográfica que, em cada edição do Festival, produz documentários sobre a região.

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *