Entroncamento, Sociedade

Infiltrações no Pavilhão Desportivo Municipal do Entroncamento

pavilhao_site

A Câmara Municipal, à semelhança de outros eventos dinamizadores e estruturantes, desenvolveu esforços e conseguiu trazer para o pavilhão desportivo municipal um derby nacional – Sporting/Benfica.

O pavilhão desportivo municipal nestes últimos anos tem acolhido os mais variados eventos de extrema relevância e com visibilidade nacional e até internacional.

Assim e relativamente às questões levantadas de falta de manutenção dos equipamentos, vem a Câmara Municipal esclarecer que:

– A construção do pavilhão desportivo municipal foi iniciada em 1987 e concluída em 2005 sendo efetuada por fases (1º, 2ª e 3ª).

– A cobertura do pavilhão foi incluída na 2º fase e rececionada provisoriamente a 10 de janeiro de 2002, ficando uma garantia, por parte do empreiteiro, da boa execução dos trabalhos pelo período de 5 anos no valor de 36.163,06 €.

– A receção definitiva da 2ª fase deveria ter ocorrido a 10 de janeiro de 2007, mas devido a infiltrações da cobertura que nunca foram resolvidas, a obra nunca foi recebida definitivamente.

– A empresa construtora efetuou uma intervenção insuficiente em 2008 tendo que ser a Câmara em 2010 mandar efetuar os trabalhos de reparação na cobertura do alçado nascente, no valor de 1.400,00€ + IVA.

– Na mesma altura a Câmara Municipal (2010) procedeu a um levantamento das necessidades no lado poente que orçavam em cerca de 2.000,00€+ IVA, não tendo tido disponibilidade financeira para avançar com a reparação. Também não foi executada a garantia bancária existente. Por certo outras prioridades haveria.

Ao longo dos anos várias foram as informações dos serviços a relatar a necessidade de intervenção na cobertura do pavilhão e nada foi feito.

Permanecem infiltrações tanto no lado poente como no lado nascente.
Em Novembro deste ano (2016) foi feita uma impermeabilização nas zonas que se entendiam estar na origem das infiltrações. Com as primeiras chuvas verificou-se que não foi suficiente.

Na semana que antecedeu o jogo de Futsal, a Câmara Municipal efetuou, por recurso a duas empresas da especialidade, trabalhos de impermeabilização de acordo com as propostas de resolução apresentadas e tendo como base o diagnóstico realizado. Face aos trabalhos realizados a Câmara Municipal esperava um resultado diferente, tal não aconteceu. Com um estado de tempo tão adverso infelizmente permaneceram algumas infiltrações.

A Câmara Municipal já está a enveredar esforços para uma impermeabilização completa da cobertura do pavilhão municipal.

Está também prevista para os próximos dias o início de uma intervenção de fundo na cobertura das piscinas municipais para colmatar falhas graves e antigas de isolamento e infiltrações na cobertura. Outra herança do anterior executivo.

A visibilidade que este caso tomou apenas existiu pelo estado do tempo anormalmente adverso e pela visibilidade do evento desportivo que esta Câmara facultou à cidade.

Entendendo a exceção das condições climatéricas adversas, a Federação Portuguesa de Futebol e o Sporting Clube de Portugal, relevando o esforço da Câmara Municipal e dos seus funcionários, mantêm o interesse no uso do Pavilhão Desportivo Municipal, pelo que o jogo do próximo dia 11 de dezembro, às 15h00, entre o Sporting e o Ad Modicus Sandim, se vai realizar, por opção expressa do Sporting e da Federação, no Entroncamento.

Lamentamos profundamente o aproveitamento político que este caso proporcionou no esforço de desresponsabilização do anterior executivo municipal ou na tentativa de desviar as atenções de outros casos eventualmente mais mediáticos.

Há pessoas que têm uma memória curta, há outras que não tendo memória curta recorrem a todos os expedientes para denegrir a imagem deste executivo indiferentes às consequências para a imagem da nossa Cidade.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *