Mação, Sociedade

Câmara Municipal de Mação é uma das Autarquias Mais Familiarmente Responsáveis

image006-1

A Câmara Municipal de Mação foi distinguida como uma das Autarquias Mais Familiarmente Responsáveis pelo Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis (OAFR) no ano de 2016. Esta distinção acontece pelo quarto ano consecutivo, pelo que a Câmara Municipal de Mação receberá uma bandeira com palma. Um motivo de orgulho para o nosso Município por todo o trabalho desenvolvido pela Autarquia junto dos seus Munícipes e famílias.

A cerimónia de entrega das bandeiras realiza-se no dia 7 de dezembro, no Auditório da Fundação CEFA, em Coimbra.

Para Vasco Estrela, Presidente da Câmara Municipal de Mação, “este prémio é o reconhecimento da nossa política local de apoio às famílias do Concelho, que se traduz não só nos projetos e medidas implementadas, mas também, e sobretudo, num trabalho e esforço diários e contínuos para garantir as melhores condições, bem-estar e qualidade de vida dos nossos Munícipes. Não o fazemos com o intuito de obter um prémio, não obstante a enorme satisfação por este reconhecimento. Fazemo-lo com a convicção de que estamos a prestar um bom serviço às nossas populações,para que aqui se sintam confortáveis para residir e manter. É assim que iremos continuar a atuar.”

Refira-se que o Observatório de Autarquias Familiarmente Responsáveis foi criado pela Associação Portuguesa de Famílias Numerosas (APFN). Em setembro de 2007, realizou um inquérito junto de todos os Municípios do país para fazer um levantamento exaustivo de todas as boas práticas existentes. Após esse trabalho, a APFN decidiu criar um Observatório de Autarquias Familiarmente Responsáveis com os seguintes objetivos:

– Dar visibilidade às autarquias que se destaquem neste âmbito;

– Potenciar a experiência obtida por uns municípios em benefício dos outros; colocar ao dispor das autarquias uma equipa pluridisciplinar, constituída essencialmente por pessoas da área da sociologia, psicologia, assistência social e familiar e economia que, com experiência nos âmbitos da família e das autarquias possam contribuir positivamente para a avaliação de medidas nesta área, quer previamente quer a posteriori.

 

Saiba mais aqui.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *