Mangualde, Sociedade

Mangualde debateu Participação social e envelhecimento bem-sucedid

i-seminario-_bons-velhos-tempos_-2

Na passada sexta-feira, dia 18 de novembro, Mangualde acolheu o I Seminário “Bons Velhos Tempos”, sobre a temática “Participação social e envelhecimento bem-sucedido”. Perante um auditório repleto, foram abordadas as temáticas ‘Desafios atuais em torno do envelhecimento bem-sucedido’ e ‘Práticas participativas, inovação e envelhecimento’. O seminário foi uma organização do Município de Mangualde e da Tempo XL e contou ainda com os parceiros: Centro Paroquial de Chãs de Tavares, Centro Social Paroquial de Abrunhosa-A-Velha, Centro Paroquial da Cunha Baixa e Universidade Sénior. O momento contou com a presença de João Azevedo, Presidente do Município de Mangualde.

O encontro decorreu na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves a e teve como oradores Maria José Coelho, Vereadora da Ação Social do Município de Mangualde; Sara Figueiredo, da Tempo XL; Lia Araújo, Investigadora, docente na ESEV; Teresa Martins, investigadora e docente na ESE-IPP; Cátia Azevedo, Técnica do Núcleo distrital EAPN da Guarda; José Carreira, do Centro de Apoio ao Alzheimer de Viseu; Maria João Amante, do projeto Café Memória de Viseu; Cláudia Cesário, com projeto de Yoga para seniores; Rúben Amorim, do Projeto Revista 4Senior; e Teresa Cruz da Universidade Sénior – Rotary Clube de Mangualde. Os moderadores foram José Machado, sociólogo e técnico do núcleo distrital EAPN de Viseu e Maria José Coelho, Vereadora da Ação Social do Município de Mangualde.

O Programa de animação ‘Bons Velhos Tempos’ completa em 2016 o seu 5º aniversário e conta já com mais de um milhar de participantes e centenas de sessões realizadas em itinerância pelas instituições de apoio a idosos que não têm animador, no Concelho de Mangualde. Ancorado em metodologias participativas e propostas inovadoras de intervenção com o público sénior, o projeto dinamiza, desde 2011 várias iniciativas geracionais, intergeracionais e eventos junto da comunidade. Neste âmbito, faz todo o sentido para a equipa do projeto reunir vários técnicos, especialistas, profissionais da gerontologia/geriatria, animadores, empreendedores e outros agentes, no sentido de refletir sobre os desafios atuais em torno do envelhecimento e sobre o papel que a participação desempenha no bem-estar das pessoas idosas; de promover e partilhar as melhores práticas; e de estimular a inovação, rumo aos Bons Novos Tempos.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *