Estarreja, Sociedade

Dia Internacional pela Eliminação da Violência sobre as Mulheres em Estarreja

image_2016-10-31_at_6-21-22_pm

O Dia Internacional pela Eliminação da Violência sobre as Mulheres será assinalado nos dias 22 e 25 de novembro na Escola Secundária de Estarreja (ESE). Uma iniciativa destinada aos jovens dos 10º, 11º e 12º anos, promovida pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Estarreja (CPCJ), em colaboração com o Movimento Democrático das Mulheres (MDM) do Núcleo de Aveiro. O objetivo é sensibilizar os jovens para a “Violência no namoro”.

Serão dois dias dedicados à prevenção da violência no namoro. As sessões interativas incluem: a apresentação e debate de uma narrativa do protótipo do jogo UNLOVE (projeto da Universidade de Aveiro desenvolvido em articulação com o projeto do MDM “Viver direitos/ vencer violências – da escola ao espaço público”); visualização de vídeo clips e desconstrução de mensagens violentas; bem como a construção de um jogo artesanal anti violência.

As sessões serão orientadas por vários elementos do MDM, Maria Joana Pereira, membro da Direção Nacional, Carla Oliveira ativista do “Movimento Erradicar a Pobreza” e membro do Conselho Nacional, e Joana Lima, coautora de vários materiais produzidos pelo MDM sobre “Violência no Namoro” e ativista do Núcleo de Aveiro do MDM.

No ano de 1999 a Assembleia Geral das Nações Unidas decretou o dia 25 de novembro como o Dia Internacional para a eliminação de todas as formas de violência contra as Mulheres e convidou os Governos, Organizações Internacionais e ONG a realizarem atividades neste dia de forma a sensibilizar para esta problemática. Os dados revelam que, cada vez mais, as mulheres sofrem de diversos tipos de violência e em todas as idades.

Um dos temas que tem vindo a ser debatido a nível mundial, por ser uma realidade cada vez mais presente, é a violência no namoro em casais adolescentes. As jovens sofrem agressões físicas e psicológicas e, muitas vezes, têm dificuldades em procurar ajuda para solucionar o problema, portanto é necessário sensibilizar e alertar os jovens.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *