Destaque, Sociedade, Torres Vedras

Vinho de Torres Vedras mais uma vez celebrado…

degustacao-de-uvada-016

O “bom vinho” de Torres Vedras foi pelo quinto ano celebrado por meio de um festival criado para o efeito no âmbito das Festas da Cidade de Torres Vedras.

O mesmo decorreu no Pavilhão Multiusos de Torres Vedras entre os dias 28 de outubro e 11 de novembro.

No âmbito da edição deste ano do Festival do Vinho de Torres Vedras 11 produtores de vinho do concelho de Torres Vedras deram a conhecer as suas marcas num espaço permanente dedicado à mostra e venda do mesmo. Foram eles: Adega Cooperativa da Carvoeira, CRL; Adega Cooperativa de Dois Portos, CRL; Adega Cooperativa de S. Mamede da Ventosa, CRL; Adega Mãe – Sociedade Agrícola, Lda; António Francisco Bonifácio & Filhos, Lda; AVA – Associação para Valorização Agrária; João Melícias – Unipessoal, Lda; Santos & Santos, Lda; Sociedade Agrícola Quinta da Folgorosa, Lda; Sociedade Vitinícola do Formigal, Lda; e Vinhas do Portuxo, Lda. Também os municípios de Villenave d’ Ornon e Lagos, que estão geminados com Torres Vedras, deram a conhecer os seus vinhos no evento.

Todos os dias houve produtores distintos em destaque, num espaço orientado para o efeito, em que os mesmos evidenciaram as suas referências, dinamizando a sua marca, proporcionando provas e fazendo venda personalizada.

Integrado neste festival realizou-se de novo o concurso “O Vinho Tinto e Vinho Branco de Torres Vedras do ano”, orientado tecnicamente, como sempre, pelo Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, I.P. – Unidade Estratégica de Investigação e Serviços de Biotecnologia e Recursos Genéticos (ex-Estação Vitivinícola Nacional), localizado em Dois Portos. O anúncio dos vencedores desse concurso aconteceu no dia 12 de novembro, no decorrer da Final do Festival das Vindimas.

Foram vencedores do mesmo, na categoria de brancos: Velhos Tempos – Reserva Arinto – 2015 – Vinho Regional de Lisboa (da Adega Cooperativa de Carvoeira); e, na de tintos: Fonte das Moças 2013 – Vinho Regional de Lisboa (do produtor João Melícias).

Estes vinhos serão utilizados em 2017 nas ofertas institucionais da Câmara Municipal de Torres Vedras.

Relacionado com o Festival do Vinho de Torres Vedras teve lugar uma mostra de bolos ferradura e uma outra de uvada. Nesse âmbito, no Feriado Municipal de Torres Vedras (11 de novembro), realizou-se, no Pavilhão Multiusos de Torres Vedras, uma degustação de uvada. Integraram estas mostras: ApiOeste (Freguesia de São Pedro da Cadeira); Artur Gomes (Freguesia do Turcifal); Centro de Cultura e Animação de Campelos (União de Freguesias de Campelos e Outeiro da Cabeça); Centro Social Paroquial de Santo António de Campelos (União de Freguesias de Campelos e Outeiro da Cabeça); Conservas a Oeste (União de Freguesias de A dos Cunhados e Maceira); É Doce (Freguesia da Silveira); EUMA – Tradição no Sabor (Freguesia de Santa Maria, São Pedro e Matacães); Maria da Conceição Gomes (Freguesia de Santa Maria, São Pedro e Matacães); Moinhos da Capucha (Freguesia de Santa Maria, São Pedro e Matacães); Paulo Rodrigues (Freguesia de Santa Maria, São Pedro e Matacães); Ponte Doce (Freguesia da Ponte do Rol); e Terras de Dinossauros (Freguesia do Ramalhal).

Recorde-se que o concelho de Torres Vedras é o maior produtor de vinho do pais, razão também pela qual a Câmara Municipal de Torres Vedras há cinco anos a esta parte organiza aquele festival que pretende igualmente enaltecer a qualidade dos vinhos locais, valorizando o trabalho desenvolvido pelos seus produtores.

O evento contou com a parceria dos respetivos produtores locais; do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, IP – Unidade Estratégica de Investigação e Serviços de Biotecnologia e Recursos Genéticos (ex-Estação Vitivinícola Nacional); e da Associação de Agricultores de Torres Vedras.

De referir que o Festival do Vinho de Torres Vedras integrou-se nas Festas da Cidade de Torres Vedras, as quais foram organizadas pelo Município de Torres Vedras, patrocinadas pelo Arena Shopping, apoiadas pela Biotrab, Fepal e Oeste Portugal, e tiveram como água oficial as Águas do Vimeiro e o Golf Mar como hotel oficial.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *