Cultura, Destaque, S. João da Madeira

Festival de comédia junta grandes nomes do humor em S. João da Madeira

gargalhao

S. João da Madeira reúne, nesta sexta-feira e no sábado (18 e 19 de novembro), alguns dos melhores nomes da comédia portuguesa para a segunda edição do Gargalhão. O festival de humor estreia na Sala dos Fornos, da Oliva Creative Factory, para duas noites de pura diversão.

 O evento nasceu no ano passado, por iniciativa do humorista sanjoanense Pedro Neves, conhecido pelas suas participações em programas como “Levanta-te e Ri”, da SIC, “Sempre em Pé”, da RTP, e “Bolhão Rouge”, do Porto Canal. Será ele, juntamente com Jaimão, a fazer a apresentação desta festa do humor, que conta com o apoio da Câmara Municipal de S. João da Madeira e que regressa este ano com programa reforçado e algumas novidades.

 O Gargalhão arranca na sexta-feira, 18 de novembro, às 21h45, com Joel Ricardo Santos, Paulo Baldaia, Hugo Sousa e uma dupla bem conhecida dos portugueses: Quim Roscas e Zeca Estacionâncio. No sábado, Rui Xará, Eduardo Madeira e Fernando Rocha tomam conta do palco para mais uma noite repleta de humor e gargalhadas até às lágrimas. Fernando Alvim e Martim Azevedo fazem as honras de fecho com o set musical “Bem-vindo aos entas: 70’s,80’s, 90’s”.

 

Programa inclui espetáculo  de ventriloquismo nas escolas

 O Gargalhão vai animar também as escolas básicas do concelho, com o espetáculo de ventriloquismo “Sidónio vai à escola”, de João Seabra. O comediante de stand-up vai pôr os mais pequenos, do primeiro ao quarto ano, a rir durante o dia de sexta-feira.

 A segunda edição do festival de humor surge com outra novidade: a criação de um vinho dedicado ao festival que partilha o mesmo nome, “Gargalhão”. O néctar, proveniente das castas do Alentejo, será servido em vários pontos de S. João da Madeira, nomeadamente nos restaurantes da cidade. Pedro Neves, o humorista que está na génese deste festival, está satisfeito com esta iniciativa, que acredita ser um “elixir do próprio Gargalhão”.

 Os bilhetes custam dez euros para um dia e quinze euros para os dois dias do festival e permitem o acesso gratuito ao Núcleo de Arte da Oliva. Podem ser adquiridos na bilheteira online (www.bol.pt), Casa da Criatividade, Paços da Cultura, Núcleo de Arte da Oliva, lojas FNAC, CTT, Centro Comercial 8.ª Avenida (Worten), El Corte Inglês, Pousadas da Juventude, linha 24h de reservas e informações 18 20 do MEO e Quiosques Serveasy.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *