Educação, Estarreja

Bolsas de Estudo do Ensino Superior e Politécnico: Candidaturas em novembro em Estarreja

bolsasweb_-nhome

Decorre durante o mês de novembro o período de candidaturas para a 8ª edição das Bolsas de Estudo do Ensino Superior e Politécnico promovidas pela Câmara Municipal de Estarreja.

Destinado a estudantes dos 17 aos 25 anos residentes no concelho, este programa anual prevê a atribuição de 10 novas bolsas, com um valor mensal até 125 €, durante um período de 10 meses, correspondente ao ano letivo. O programa prevê ainda a possibilidade de renovação de bolsas atribuídas em edições anteriores.

A edição anterior contemplou 23 jovens, incluindo 10 novas bolsas e 13 renovações, totalizando um apoio municipal de cerca de 20 mil euros. O Vereador da Educação da Câmara Municipal de Estarreja, João Alegria, adianta que “para esta edição está prevista uma dotação de 30 mil euros, um acréscimo de mais de 30% em relação à anterior, na linha do investimento que se tem feito nos últimos anos, respondendo a mais candidaturas e sendo uma forma de apoiar e fomentar a prossecução dos estudos dos nossos jovens, investindo assim no nosso capital humano.”

Com a criação das Bolsas de Estudo do Ensino Superior em 2009, a Câmara passou a auxiliar na formação qualificada dos jovens mais desfavorecidos economicamente. A prestação pecuniária é destinada à comparticipação nos encargos inerentes à frequência do ensino superior pelos estudantes economicamente carenciados.

Acreditando que a educação e a formação são fatores essenciais para o desenvolvimento económico e social do concelho, a Câmara Municipal de Estarreja procura desta forma motivar os jovens a estudar, apoiando financeiramente os que não dispõem dos meios económicos suficientes. Em contrapartida, o bolseiro disponibiliza 80 horas por ano de serviço à comunidade enquadradas em programas municipais.

As candidaturas devem ser apresentadas entre 2 a 30 de novembro de 2016 no GAME – Gabinete de Atendimento ao Munícipe de Estarreja, que funciona no Edifício dos Paços do Concelho entre as 9h e as 16h. São consideradas como condições preferenciais na atribuição das bolsas de estudo o menor rendimento per capita do agregado familiar e o melhor aproveitamento escolar.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *