Albergaria-a-Velha, Saúde

+Exercício/-Obesidade identificou mais crianças obesas no ano letivo 2015/2016 em Albergaria-a-Velha

As crianças do pré-escolar do Concelho de Albergaria-a-Velha estão mais pesadas e mais baixas, de acordo com os últimos dados recolhidos no âmbito do programa municipal +Exercício/-Obesidade. No ano letivo 2015/2016, 31 por cento registava excesso de peso, enquanto no ano anterior, a percentagem era de 22 por cento. Em relação às crianças obesas, houve também um aumento de nove para 12 por cento.

O projeto +Exercício/-Obesidade visa identificar as situações de excesso de peso e obesidade nas crianças do Pré-escolar, promovendo a prática de atividades físicas regulares e a adoção de hábitos alimentares saudáveis como formas de melhorar a qualidade de vida. No estudo promovido pela Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha foram analisadas 521 crianças dos jardins de infância da rede pública e das IPSS do Concelho, o que corresponde a 82 por cento das crianças inscritas. No ano passado foram analisadas 439 crianças, 73 por cento das crianças inscritas.

Durante as aulas de atividade física, professores de desporto registaram a altura, o peso e o perímetro abdominal dos mais novos. Após a análise dos dados recolhidos, é possível constatar que os participantes no estudo estão mais pesados, mas também mais baixos. As meninas medem, em média, 105 centímetros, menos três do que no ano letivo passado, e os meninos 107 centímetros, menos um do que no ano anterior.

Para além da avaliação corporal efetuada, foi entregue um questionário aos pais e encarregados de educação sobre a perceção que têm do peso e da altura dos filhos e os hábitos de prática de atividade física. Nos 505 inquéritos devolvidos é possível constatar que a maioria dos pais tem a perceção que os filhos são mais baixos e menos pesados do que na realidade são. Em relação à prática de atividade física, os pais consideram que os filhos praticam uma média de 27 minutos de exercício leve (andar a pé ou de bicicleta) por dia, menos dois minutos do que no ano passado. Nos tempos livres, ver televisão continua a ser a atividade mais frequente, e 25 por cento das crianças praticam desporto de forma orientada (em 2014/2015 eram 28 por cento). As modalidades mais praticadas são ballet, dança, futebol, futsal, ginástica rítmica, natação, karaté e hóquei em patins.

Os resultados do estudo vão ser apresentados nas reuniões de pais dos jardins de infância de forma a alertar os adultos para as perceções erradas que possam existir sobre o peso dos filhos e sensibilizá-los para a mudança de hábitos das crianças.

A Câmara Municipal vai continuar a apostar na prevenção nesta faixa etária. Ao longo do ano letivo, no âmbito do Programa Municipal de Educação, as crianças do pré-escolar vão poder usufruir, de forma gratuita, de aulas de atividade física nos jardins de infância e nas piscinas municipais, bem como participar em sessões de alimentação saudável. Em abril, será ainda organizada a “Caminhada pela Saúde”, uma atividade em que as crianças do Pré-escolar e do 1.º Ciclo do Ensino Básico saem das salas de aula à mesma hora para dar uma caminhada na zona do recinto escolar.

Se precisa de uma empresa de criação de websites pode contactar a Livetech

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *