Albergaria-a-Velha, Tecnologia

Arquivo de Albergaria-a-Velha apresenta a sua experiência com software aberto

A experiência de Albergaria-a-Velha com a utilização de software aberto no Arquivo Municipal vai ser apresentada amanhã em Castelo Branco e segunda-feira em Aveiro, no âmbito de uma série de encontros especializados, organizados pela Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas.

O Arquivo Municipal de Albergaria-Velha (AMA) utiliza software aberto (open source) desde o final de 2015 e tem estado a digitalizar um vasto conjunto de documentos que são depois disponibilizados na internet, acessíveis ao público dentro das limitações legais. A utilização deste software permite uma substancial poupança de recursos e possibilita a utilização ou migração futura dos dados arquivados noutras plataformas. De resto o Arquivo Municipal de Albergaria-a-Velha foi o primeiro na Região de Aveiro a adotar uma plataforma de software aberto, acessível ao público.

Em atualização permanente, a página do AMA (arquivo.cm-albergaria.pt), continua a agregar milhares de registos e a disponibilizar em suporte digital documentos variados, como projetos de arquitetura, jornais, fotografias, arquivos familiares, documentação autárquica desde 1835, a data da fundação do Concelho, e mesmo os forais medievais.

O Arquivo utiliza o software AtoM, acrónimo de “Access To Memory” (Acesso à Memória), uma plataforma informática que não necessita de licença, pode ser utilizada por arquivos públicos, já que utiliza os parâmetros internacionais de indexação, e permite a migração de dados para qualquer outra plataforma, em qualquer momento. Trata-se de uma utilização sustentável, conforme recomenda a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas.

Entre janeiro e outubro, o site do AMA registou mais de 14 400 páginas vistas, com os utilizadores a despenderem um tempo médio por sessão de cerca de dez minutos. Quase metade das visitas (48 por cento) é de novos utilizadores.

Se precisa de Agência de web design pode ver a Livetech

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *