Destaque, Póvoa de Lanhoso, Sociedade

“Madrinhas de Guerra” no Castelo de Lanhoso

Assinalando-se a 7 de outubro o Dia Nacional dos Castelos, o município da Póvoa de Lanhoso, através do Pelouro da Cultura, associou-se à comemoração com a abertura de uma exposição alusiva às Madrinhas de Guerra, no Castelo de Lanhoso.

“Neste que é o último evento que marca as comemorações dos 20 anos do Núcleo Museológico do Castelo de Lanhoso, o Município tinha como objetivo aproximar este baluarte nacional, que simboliza a defesa do território, às batalhas mais recentes que o país enfrentou. Muitos Povoenses, infelizmente, tiveram e têm casos de familiares ou amigos que passaram pela Guerra Colonial e podem aqui sentir um pouco daquilo que a história, por vezes, se esquece de contar”, salienta o Vereador da Cultura e Turismo da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, André Rodrigues.

Este trabalho, além da contextualização histórica da Guerra Colonial, pretende retratar o significado das Madrinhas de Guerra, enquanto movimento feminino que, através dos Aerogramas, prestava apoio psicológico aos soldados que estavam longe das suas casas e dos seus familiares. Alguns destes casos resultaram em verdadeiras paixões, dando origem a casamentos.

Esta exposição encerra um ciclo de propostas culturais, que tiveram início em maio e tiveram como objetivo a comemorar os 20 anos do Núcleo Museológico do Castelo de Lanhoso. Já o Dia Nacional dos Castelos foi instituído em 1984, pretende promover atividades nos castelos, valorizando estas fortificações medievais que foram determinantes para delimitação e consolidação das nossas linhas de fronteira.

Patente até 6 de novembro, a exposição das Madrinhas de Guerra pode ser apreciada de quarta a domingo, das 10h00 às 12h30 e das 14h30 às 17h30.

Se precisa de Agência de E-commerce pode ver a Livetech

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.