Sociedade, Vila do Bispo

Ministro do Ambiente visita o festival dedicada à Natureza em Vila do Bispo

Na manhã do dia 4 de outubro, o ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes e o secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes, visitaram o Festival do Observação de Aves & Atividades de Natureza. O maior evento em Portugal dedicado à natureza teve início na passada sexta-feira e decorre até amanhã em Sagres, no concelho de Vila do Bispo.

Durante a sua visita ao Forte do Beliche, o ministro do Ambiente libertou uma águia-calçada e o secretário de Estado Adjunto e do Ambiente uma águia-de-asa-redonda. Duas aves provenientes de cativeiro ilegal, e que hoje foram devolvidas à Natureza. A meio da manhã participaram num passeio por Sagres, tendo a oportunidade de plantarem, simbolicamente, uma oliveira, um pinheiro e removerem uma espécie invasora, o chorão-das-praias.

Adelino Soares, presidente da Câmara Municipal de Vila do Bispo no seu discurso afirmou “que o evento deste ano já superou em vários aspetos os anos anteriores. Nós e os nossos parceiros temos conseguido gradualmente que este evento tenha mais notoriedade, o que também se deve à conquista do “Prémio Município do Ano de 2015” e à excelente equipa que temos, nomeadamente a Almargem, a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA) e o Município. Este ano tivemos mais 100 atividades que na edição anterior, perfazendo as 300 e muitas esgotaram antes do festival começar. Este ano o evento dura 6 dias, mais dois do que em 2015 e já foram observadas 110 espécies. Recebemos participantes de mais de 20 nacionalidades. De facto não é qualquer lugar que tem as condições de Sagres para a observação de aves.”

Por sua vez nas palavras do ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, “é com a clara consciência de que é o património que nos distingue, é com o património que nós construímos o futuro, que podemos ter um projeto que se distingue pela diferença – este festival de birdwatching e todas as iniciativas que estão à volta deste festival. Muitas destas aves podem escolher muitos outros sítios, voam distâncias muito grandes, por isso a nossa responsabilidade transcende o nosso país e mesmo Vila do Bispo.”

Por último, o secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes, afirma “eu contactei com este festival há cerca de dois anos, quando fiz parte do júri que reconheceu Vila do Bispo como o “Município do Ano 2015” devido à originalidade deste evento, algo que se vem confirmar mais uma vez hoje. Isto deveu-se a uma cadeia de valor completa, uma cadeia de valor socio- económica e ambiental, que vem revelar o outro Algarve o que nos parece bastante importante. É claramente um exercício de envolvimento das pessoas. Uma cadeia de valor social, é um exercício de envolvimento dos parceiros, o que para nós é importante, que também explora o elo económico. O algarve é conhecido pelo sol, praia e pelo mar, mas a verdade é que tem muito mais para dar. Este tipo de eventos tem a grande vantagem de combater a sazonalidade que acontece neste tipo de locais. É importante olhar para os outros ativos da região.”

O evento promovido pela Câmara Municipal de Vila do Bispo tem a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves e a Associação Almargem como co-promotores. Acontece nesta altura do ano porque é o pico da altura da migração de outono, quando as aves migratórias deixam o nosso país em direção a terras quentes africanas.

Inscrições em http://www.birdwatchingsagres.com/

Se precisa de Agência de design gráfico pode ver a Livetech

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.