Desporto, Estarreja

BioRace Challenge: Uma aposta naturalmente ganha em Estarreja

1400 participantes aceitaram o desafio e enfrentaram a força da natureza na 2ª BioRace Challenge – Corrida de Obstáculos que decorreu no último sábado, 24 de setembro, nos Percursos BioRia inseridos no Baixo Vouga Lagunar. Competição, exercício físico, aventura, espírito de equipa, boa disposição e muita diversão, em contacto permanente com a natureza, marcam um evento único. Quem participa diz que jamais vai esquecer!

A organização da Câmara Municipal de Estarreja é “uma aposta naturalmente ganha”, afirmou o Vice-presidente e Vereador do Desporto, Adolfo Vidal, fazendo o balanço no final da prova. Perante o número de inscrições, que praticamente triplicou relativamente à primeira edição, esta BioRace “foi um êxito ainda maior do que o ano passado. Melhoramos em todos os aspetos e, acima de tudo, na qualidade da prova, acho que isso é unânime. Em termos globais foi muito bom e estamos todos de parabéns.”

Tendo como cenário uma zona natural única, reconhecida pela sua riqueza e biodiversidade e de uma beleza paisagística singular, o evento é “diferenciador” ao conseguir fazer “a simbiose entre competição, lazer e convívio”. Adolfo Vidal sublinha que a BioRace constitui “uma forma excelente de promoção do nosso território, atingindo um universo e público de forma rápida e disseminada, sem um grande esforço financeiro.”

 

10 kms ao alcance de todos

Esta corrida de 10 kms misturada com obstáculos naturais e artificiais está ao alcance de todos, aqueles que terminam as corridas com tempos impressionantes – o primeiro classificado nos masculinos terminou com o tempo de 45 minutos -, e os que participam pela diversão e convívio, e que vivem a BioRace ao seu ritmo próprio e de uma forma mais descontraída, havendo que fizesse a prova em quase três horas.

Uma das representantes da equipa vencedora deste desafio, vinda de Aveiro, Filipa Cancela, afirmou que a prova foi “excelente. Os obstáculos são muito bem conseguidos dentro de um ambiente natural, não estragando, nem degradando a natureza e incentivando a prática desportiva”, ficando a vontade de voltar. Depois de ter vivido esta “experiência diferente e com adrenalina”, o seu colega de equipa, Hilário Pinto também promete regressar. “Estarei cá nos próximos anos”, exclamou.

 

Zona natural do BioRia conquista os participantes

De Oliveira do Bairro, Isabel Areias, 2ª classificada na categoria femininos, participou pela primeira vez e a opinião é muito positiva. “Foi bastante divertido, gostei muito. Tem bastantes obstáculos, acaba por ser dinâmico e acabamos por encontrar muitas pessoas pelo caminho, é motivante. O espaço é fantástico, mesmo fora do contexto deste evento desportivo, acho que o espaço é muito bom para correr. Eu é que não sou daqui senão viria aqui mais vezes correr.”

A diversão e o convívio é para muitos o motivo para participarem. Carlos Cachulo, de Albergaria, considera que o evento foi “muito bem organizado. Gostei muito do percurso, é muito bonito, difícil em alguns pontos mas muito bom. Muita lama, água e lodo mas é muito bom!”

 

BioRace vai crescer de forma sustentada

Norberto Monteiro, coordenador do evento, mostrou-se “muito satisfeito com a opinião geral dos participantes”, destacando os comentários de entusiastas mais experientes desta vertente da corrida que já têm participado em provas do género. “Uma equipa vinda de Lisboa, que participa em corridas por toda a Europa, adorou pois Estarreja tem condições naturais excelentes e de facto o sucesso desta corrida deve-se a essas condições, onde coexistem valas, terrenos agrícolas, linhas de água, corredores ripícolas ou o genuíno bocage… As pessoas adoram a experiência pela paisagem e pelos obstáculos, assim como o cuidado que temos em reutilizar materiais (na construção dos obstáculos), como é o caso de redes e pneus recolhidos em lixeiras. Estamos a dar a conhecer o património, a protegê-lo e a divulgá-lo. Vamos continuar a crescer de forma sustentada e organizada”, garante Norberto Monteiro.

O planeamento do percurso leva alguns meses e contou com a colaboração dos agricultores. Foi o caso de António Romão, de Canelas, que fez questão de vir assistir à partida dos participantes. Colaborou com a organização cedendo terrenos por onde passou o percurso da prova e onde os visitantes poderiam apreciar as suas belas espécies de gado bovino da raça marinhoa tão característica desta zona do Baixo Vouga Lagunar. “Podem apreciar, tirar fotografias. Para mim não é novidade nenhuma mas pode ter valor para outras pessoas”, dizia satisfeito.

A Câmara Municipal de Estarreja agradece publicamente a todos os parceiros, agricultores, voluntários, Bombeiros Voluntários de Estarreja, Exército e Núcleo Fotográfico do Baixo Vouga, que contribuíram para o sucesso desta segunda edição da BioRace.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *