Cultura, Montijo

Exposição de Artur Bual na Galeria Municipal do Montijo

artur-bual_pormenor-cristo-crucificado

No ano em que se assinalam 90 anos sobre o nascimento de Artur Bual, a Galeria Municipal do Montijo presta homenagem a este conceituado artista português com a exposição “Arte Antidestino: Artur Bual: 90 anos”. A mostra será inaugurada no dia 2 de outubro, domingo, pelas 16h30m.

Pioneiro da pintura gestual em Portugal, Artur Bual foi efetivamente um dos primeiros pintores gestuais abstratos portugueses que participaram no I Salão de Arte Abstrata, em 1954, organizado pelo historiador e crítico de arte José-Augusto França, na Galeria Março – Lisboa.

Ao longo de cerca de 50 anos de pintura, Artur Bual apresentou uma obra onde o gestualismo de vocação expressionista sempre se debateu entre a abstração e a figuração, na apropriação de um espaço cenográfico, onde se inscreve o ritmo convulsivo do gesto do pintor.

Artur Bual, um dos grandes artistas plásticos portugueses da contemporaneidade, teve uma carreira muito marcada pelo expressionismo. O Montijo entrou na sua vida na década de 50 do século passado, quando foi contratado para trabalhar pela Junta de Colonização Interna, exercendo funções de desenhador e envolvendo-se em diversos projetos técnicos e artísticos no Colonato de Pegões.

As suas pinturas nas Igrejas das Faias e de Pegões são bons exemplos do legado artístico e cultural de valor incalculável que Artur Bual deixou ao Montijo, numa ligação estreita entre o artista e o nosso território.

A exposição “Arte Antidestino: Artur Bual: 90 anos” está aberta ao público até 12 de novembro, na Galeria Municipal do Montijo, no seguinte horário: 2.ª feira a sábado, 9h00-12h30m e 14h00-17h30m.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *