Destaque, Póvoa de Varzim, Sociedade

Presidente da Póvoa de Varzim empenhado em apoiar comunidades espalhadas pelo mundo

presidente-empenhado-em-apoiar-comunidades-espalhadas-pelo-mundo

A celebrar os 30 anos de existência da Casa dos Poveiros de Toronto, o Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Aires Pereira, aproveitou para reforçar os laços com esta comunidade que esteve numa situação difícil.

O edil revelou que “a minha ida ao Canadá constituiu uma grande surpresa”, transmitindo que “a comunidade emigrada no Canadá é jovem, muito ativa ainda e com um grande sentimento de saudade da terra que deixaram”.

O Presidente participou num jantar com um jantar com mais de 700 pessoas e referiu que “há alguns anos que vou às comunidades portuguesas e nunca vi um jantar com esta dimensão em que tive oportunidade de ver pessoas da nossa terra que eu achava que estavam cá e já estavam do lado de lá. Receberam-me com enorme carinho”, relatou.

Aires Pereira divulgou que “a atual Casa dos Poveiros de Toronto tem uma nova direção, uma nova presidente, Linda Correia, uma pessoa muito ativa e que está a reerguer a Casa”.

Sobre a sua deslocação, esclareceu que “este processo permitiu também fazer a divulgação de algo que acho que não pode ficar só do lado de cá: a disponibilidade do Município para ter uma parceria ativa com a Casa, no sentido de disponibilizar aos nossos emigrantes serviços que lhes podemos prestar”.

A este propósito, explicou: “como sabem é reconhecido por todos o enorme trabalho que faz o Gabinete de Apoio ao I/Emigrante (GAIE) do Município da Póvoa de Varzim. Neste sentido, vamos estabelecer uma parceria para prestar serviços às pessoas que estão do lado de lá, que não têm familiares na Póvoa mas que têm bens e necessitam de apoio que o Gabinete irá disponibilizar em estreita colaboração com a Casa dos Poveiros de Toronto para que as pessoas se sintam uma parte da Póvoa de Varzim.

Os cidadãos que estão emigrados, nomeadamente no Canadá, em São Paulo e no Rio de Janeiro, e noutras comunidades, não são menos poveiros do que os que cá estão nem têm menos direitos do que os que cá estão”, constatou Aires Pereira.

O Presidente considera que “o Município tem a obrigação de disponibilizar todos os serviços que tem ao seu dispor para ajudar e, de alguma forma, poder ser a antena que as pessoas que estão a procurar outros locais como modo de vida tenham no nosso concelho. Esta proatividade ficou muito bem vincada”.

O edil teve ainda a oportunidade de visitar a Câmara Municipal de Toronto, que tem uma Vereadora Portuguesa, Ana Bailão. “Trata-se de uma Câmara com 50 mil funcionários numa região com 5 milhões de pessoas, uma realidade muito interessante para termos noção da escala”, afirmou.

Na visita ao Parlamento, Aires Pereira transmitiu que foram “recebidos por um português, o Ministro das Finanças, que muito amavelmente nos recebeu e explicou o trabalho da comunidade portuguesa naquele mundo multirracial que é a sociedade canadiense”.

Em suma, o Presidente considerou que “foram dias muito interessantes em contacto com a nossa comunidade, em visita aos seus locais de trabalho e áquilo que são as suas condições de vida.

É algo que vale a pena reforçar e vale a pena ter em conta em novos eventos. Irei fazer questão de, nas próximas Festas da Cidade, convidar a Presidente e os Presidentes das Casas de Poveiros espalhadas pelo mundo para que estejam cá connosco e para, de alguma forma, também os podermos ajudar naquilo que eventualmente precisem deste lado do mundo.

Muitos destes emigrantes continuam a fazer questão de investir no nosso país e muitos deles têm casas, estabelecimentos e investimentos na Póvoa de Varzim. E o sentimento, comum a todos os portugueses e não só aos poveiros, é de voltar à sua terra, com a esperança de acabar aqui os seus dias, como é hábito dizer-se.

Estão muito atentos ao que se passa na nossa terra e dão imensa relevância às transmissões televisivas que têm sido feitas, como aconteceu no São Pedro, e outros. As pessoas vivem aquilo com muita ansiedade e dão nota que é algo que lhes interessa porque vivem muito no mundo português embora estejam num país estrangeiro e é da terra que se fala e das coisas que cá acontecem”.

Neste sentido, Aires Pereira considera que seria importante que “a comunicação social da Póvoa de Varzim estabelecesse com a Casa dos Poveiros forma de fazer lá chegar a informação porque as pessoas gostam de saber o que se passa por aqui”.

Durante a sua visita, o Presidente da autarquia poveira foi entrevistado em duas rádios e um canal de televisão de expressão portuguesa.

O edil foi ainda acompanhado por um Grupo de Cantares da Póvoa de Varzim, liderado por Jacinto Sá, que animou o jantar convívio.

Veja a fotogaleria.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *