Destaque, Mação, Sociedade

Saíram de Mação 25 novos mestres

image004-18

Nos dias 19 e 20 de setembro Mação foi palco das Provas Públicas e Defesa de 26 Teses de Mestrado Erasmus Mundus em Quaternário e Pré-História 2014-2016.

A Defesa das Teses teve lugar no Auditório do Centro Cultural Elvino Pereira, em Mação, no âmbito da Quinzena Internacional da Aprendizagem. Defenderam as suas Teses de Mestrado alunos de Espanha, Níger, França, Itália, Filipinas, entre outros países tendo, muitos deste alunos, passado por Mação no âmbito do seu Mestrado.

De registar que se comemorou este ano o 10.º aniversário das primeiras defesas de Teses do Mestrado em Mação. A taxa de aprovação das Teses foi, este ano, de 100% tendo o Júri considerado ter-se tratado do ano com trabalhos de maior qualidade. O Júri foi composto por Professores e Investigadores de quatro instituições que albergam este Mestrado: Universidade de Ferrara, Itália; Museu Nacional de História Natural, de Paris; Universidade Rovira i Virgili – universidade pública de Tarragona, Espanha e do Instituto Politécnico de Tomar.

Ainda neste âmbito foi homenageado ontem, dia 19 de setembro, o Prof. Carlo Peretto, da Universidade de Ferrara, um dos grandes impulsionadores, a par de Luiz Oosterbeek, deste Mestrado Erasmus Mundus.

O Presidente da Câmara Municipal de Mação, Vasco Estrela, entregou a Carlo Peretto uma Placa de Honra da Direção do Instituto Terra e Memória de Mação, em que se reconhece a obra de investigação e o continuado empenho na construção de uma rede mundial de investigação em pré-história com especial relevo para a sua colaboração com Tomar e Mação.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *