Seia, Sociedade

Seia adere ao Dia Europeu sem carros

diaeuropeusemcarros

A Câmara Municipal de Seia volta a associar-se, no dia 22 de setembro, ao Dia Europeu Sem Carros. A iniciativa insere-se na Semana da Mobilidade Europeia e pretende consciencializar os cidadãos para os efeitos que a sua escolha nas deslocações diárias terão na qualidade do ambiente, convidando-os a optar por meios de transporte sustentáveis.

Da campanha para uma mobilidade sustentável levada a cabo pela autarquia senense constam ações de sensibilização nas escolas, a disponibilização de bicicletas elétricas nos museus municipais e centro de interpretação e o uso gratuito do VaieVem. O convite é para todos os munícipes experimentarem, neste dia, alternativas ao uso do carro, seja a pé, de bicicleta, de transportes públicos ou noutro meio de transporte não motorizado. Como forma de incentivo, a autarquia não irá cobrar bilhete nos transportes urbanos VaieVem e desafia a população a experimentar veículos mais ecológicos, como é o caso das bicicletas elétricas. No que diz respeito à mobilidade, a Câmara vai ainda promover um sorteio junto dos utilizadores do VaieVem, que prevê a oferta de bilhetes e passes.

Do programa constam ainda o visionamento do filme “Amanhã”- Realizador Cyril Dion, no Cineteatro da Casa Municipal da Cultura, pelas 21:30 horas, no decorrer da apresentação do 22º CineEco – Festival Internacional de Cinema Ambiental, que acontece em Seia de 8 a 15 de outubro.

O Dia Europeu sem Carros assinala-se por toda a Europa e é uma campanha anual sobre a mobilidade urbana sustentável, organizada pela Coordenação Europeia, com o apoio da Direção-Geral do Ambiente e dos Transportes da Comissão Europeia.

O desafio foi colocado pela União Europeia, que a fim de se transformar numa economia de baixas emissões energeticamente eficiente, adotou uma série de metas ambiciosas no que respeita ao clima e energia, a serem cumpridas até 2020. Estas medidas incluem uma redução de 20% das emissões de gases de efeito de estufa, um aumento de 20% da eficiência energética e uma quota de energias renováveis, 20% do consumo total de energia. Um dos principais desafios na concretização desses objetivos é o crescente volume de viagens asseguradas por veículos particulares, que dependem predominantemente de combustíveis derivados do petróleo.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *