Desporto, Oliveira de Azeméis

XCO Cup Azeméis deste fim-de-semana define o vencedor da Taça de Portugal

img_9896

A prova XCO Cup Azeméis, que se realiza nos dias 17 e 18 de setembro em Oliveira de Azeméis, vai decidir o vencedor da Taça de Portugal da modalidade.
O anúncio foi feito por José Augusto, técnico da Escola de Ciclismo Bruno Neves, na apresentação da prova que reunirá em Oliveira de Azeméis os melhores atletas nacionais.

A XCO (Cross Country Olímpico) deste fim-de-semana, que faz parte do calendário da União Ciclística Internacional (UCI), será a última etapa da Taça de Portugal pelo que irá definir a classificação final, além de atribuir pontuação para o ranking mundial da UCI.

“A prova internacional será em circuito fechado, numa distância aproximada de cinco quilómetros, mantendo o mesmo figurino das edições anteriores”, disse o diretor da prova, garantindo que será “um bom percurso”.

“Queremos aproveitar a organização do evento para promover o uso da bicicleta e outros meios de mobilidade sustentável”, salientou o presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, Hermínio Loureiro, destacando as políticas do executivo e uma série de medidas e eventos que a cidade irá viver até ao final deste mês (construção de ciclovias, Semana da Mobilidade e entrada em funcionamento do parque de bicicletas elétricas da Praça da Cidade…). “Pretendemos descarbonizar o centro da cidade e criar alternativas ao uso automóvel através da bicicleta ou dos transportes públicos”, disse Hermínio Loureiro.

A XCO Cup, de categoria C3, tem a particularidade, quer no calendário nacional, quer internacional, de “se realizar em perímetro urbano, o que não é habitual”, referiu o autarca, observando que essa particularidade não retira “espetacularidade” à prova até porque, como salientou o seu diretor, “o percurso dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro era muito parecido com o nosso, o que nos deixa satisfeitos por apostarmos num bom itinerário”.

O diretor técnico anunciou que vai apresentar uma proposta à autarquia para a criação de um percurso fixo de XCO permitindo às pessoas que pratiquem BTT o possam usar em qualquer momento. “A ideia é manter ativo o percurso onde se realiza a prova de XCO mas se isso não for possível teremos de ver outra solução”, disse.

José Augusto estima que a competição junte entre 300 e 400 atletas, número inferior a 2015 uma vez que só em 2017 a XCO volta a apurar atletas para os próximos Jogos Olímpicos, a decorrerem em 2020 na cidade de Tóquio, Japão.

O dia 17 está destinado a treinos e ao reconhecimento do percurso, realizando-se no dia seguinte as provas, nas diferentes categorias.

A competição é uma parceria da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis e da Escola de Ciclismo Bruno Neves.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *