Montijo, Sociedade, Turismo

Montijo com milhares de pessoas na Feira Quinhentista

feira-quinhentista-2

A III Feira Quinhentista de Aldeia Galega repetiu o sucesso das edições anteriores. No centro do Montijo, de 9 a 11 de setembro, milhares de pessoas fizeram uma viagem ao passado, até aos tempos em que Montijo era Aldeia Galega.

Foram três dias onde foi possível reviver momentos de outra época através das tendas dos mercadores, dos torneios medievais, das recriações de factos históricos e lendas, das danças e música medievais, dos beberes e comeres de outra época, entre muitas outras atividades.

A Feira Quinhentista transforma o Montijo “num lugar de produção de cultura, num espaço de atração turística e num local de recriações históricas”, como referiu o presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, durante a inauguração, no dia 9 de setembro.

“A cultura e as manifestações culturais são, hoje, das atividades mais importantes na atratividade do Montijo. É pela cultura, tradição, memória, história, identidade e património que o Montijo tem conseguido afirmar a sua centralidade na região de Lisboa”, acrescentou Nuno Canta.

Para além das recriações históricas e dos torneios medievais, a III Feira Quinhentista de Aldeia Galega, contou ainda com exercícios de combate apeado, teatro de marionetas, demonstrações de aves de rapina, malabares de fogo, danças medievais, entre muitas outras atividades de animação de rua.

Esta foi a terceira edição da Feira Quinhentista de Aldeia Galega que assinala a atribuição do foral novo a Aldeia Galega (hoje Montijo), no âmbito das reformas dos forais promovidos por D. Manuel I. A organização do evento é da Câmara Municipal do Montijo, em parceria com a Alius Vetus – Associação Cultural História e Património e com a Junta da União das Freguesias de Montijo e Afonsoeiro.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *