Celorico de Basto, Destaque, Sociedade

Gabinete de Apoio ao emigrante de nova geração assinado em Celorico de Basto

_DSC6287

O Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, esteve em Celorico de Basto, no dia 13 de agosto, para a cerimónia de assinatura do novo protocolo do GAE, agora com novos apoios direcionados ao emigrante.

O Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas anunciou três objetivos centrais no que concerne a este novo projeto, tendo realçado o trabalho promovido no GAE de 1ª geração “que tem tido um trabalho digno de registo sobretudo, no que concerne às áreas do apoio social, agora, com este novo projeto, queremos dar-lhe um novo alcance institucional de modo a generaliza-lo a todo o território nacional, enriquecendo os serviços prestados pelo GAE”. Afinal a “emigração é um fenómeno transversal todo o território”. “É preciso quebrar a imagem de que os municípios menos densamente povoados têm mais emigrantes, nada mais falso” disse. José Luís Carneiro afirmou haver um conjunto de respostas que o Secretário de Estado não pode resolver, por isso, “temos pivôs de várias áreas de intervenção, uma equipa que garante respostas com responsabilidade e celeridade às questões colocadas pelos emigrantes. Estamos a trabalhar para a valorização e apoio ao investidor da Diáspora, apoios que ajudem a investir quem quer investir no seu país. De facto, em dois meses de trabalho encontramos vários investidores da Diáspora, estamos a criar uma rede e a identificar micro e pequenos investidores, neste território dedicados sobretudo ao agroalimentar e às vinhas”.

“Hoje, vamos renovar os compromissos do GAE não apenas no contexto social mas também económico e industrial” reforçou o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas. José Luís Carneiro terminou o seu discurso referindo que “ o GAE é uma porta de entrada na relação com o território das origens, identidade e memória”.

O GAE tem como destinatários os portugueses ainda emigrados, aqueles que já regressaram ou que irão regressar, bem como os que pretendem iniciar um processo migratório.

Na cerimónia de assinatura do GAE e estando parte deste processo vinculado aos municípios o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, realçou que “um gabinete de apoio ao emigrante é essencial numa visão agora aprofundada onde é aproveitado o know-how dos nossos emigrantes”. Não há um país que não tenha portugueses, portugueses empenhados e dedicados, que funcionam como uma alavancagem do desenvolvimento económico, é preciso pensar local e agir global e pensar global e agir local. O secretário de Estado é uma pessoa com muita experiência que tem noção do território ao nível da região, com noção local das necessidades”. Joaquim Mota e Silva elogiou o novo projeto e os emigrantes “está a ser levado por diante mais um passo para apoiar os emigrantes, que queremos, quando estão cá, que se sintam verdadeiramente integrados. É gente tenaz, que se esforça e de muito trabalho. Este projeto é uma forma de promover o crescimento económico, a coesão nacional, todos juntos fazemos o que realmente interessa” concluiu.

Este protocolo do GAE de nova geração foi assinado entre o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto e o embaixador da Direção Geral dos Assuntos consulares e das Comunidades Portuguesas, João Maria Cabral. O mesmo foi homologado pelo Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas.
Este serviço funciona, agora com novos apoios, nos serviços sociais da Câmara Municipal de Celorico de Basto.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *