Desporto

Indicação de última hora dá vitória ao sprint

Chegada_Etapa7

José Gonçalves não estava indicado para entrar a “matar“ na reta da meta mas, à última hora, o diretor desportivo da Caja Rural disse-lhe que seria ele a tentar a vitória no empedrado do centro de Castelo Branco porque o companheiro Eduard Prades, vencedor neste local no ano passado, estava com um problema técnico. Bem dito bem feito! No final da 7ª etapa da 78ª Volta a Portugal Santander Totta assistiu-se a uma discussão ao sprint com José Gonçalves a bater, em cima da linha de meta, Samuel Caldeira (W52-FC Porto) que, pelo terceiro ano consecutivo na cidade albicastrense, foi segundo classificado. Francesco Gavazzi (Androni Giocattoli/Sidermec) fez terceiro.

“Não estava com a ideia de sprintar mas, claro, isso muda-se rápido. Somos profissionais. Disseram-me a cinco quilómetros da chegada que era para eu sprintar, nem fazia conta de estar aqui com os primeiros, mas quando soube dei o máximo. Esperei o momento certo para não me precipitar e arrancar demasiado cedo ou tarde demais. Arranquei a 200 metros e tive a estrada toda para mim,” disse José Gonçalves, sorridente, antes de subir ao pódio. Com a chegada em bloco cronometrada com o mesmo tempo para todo o pelotão, Rui Vinhas (W52-FC Porto) segurou a Camisola Amarela Santander Totta e manteve a mesma vantagem para o companheiro de equipa Gustavo Veloso, segundo classificado a 2’25’’ e o corredor mais regular em prova que lhe atribui a Camisola Verde Rubis Gás. Daniel Silva (Rádio Popular-Boavista) é terceiro a 2’53’’.

A três dias do final da competição, o melhor jovem em prova continua a ser o russo Alexandre Vdovin (Lokosphinkx) e veste a Camisola Branca RTP. Desde 2009 que a cidade albicastrense não assistia a um triunfo português, o último foi Manuel Cardoso (Liberty Seguros).

 

Etapa calma com chegada rápida
Depois da etapa rainha, onde imperou a montanha, os 121 corredores sobreviventes da 78ª Volta a Portugal Santander Totta apresentaram-se para esta etapa, em Figueira de Castelo Rodrigo, com objetivo de cumprir 182km. Sem qualquer contagem de montanha, o dia apresentava-se ideal para os roladores e velocistas que podiam dar o ar da sua graça na meta em Castelo Branco.

Com cerca de 20km de prova começou a ser formado o quinteto que estaria na fuga do dia. O grupo conseguiu ganhar cerca de cinco minutos ao pelotão, mas na primeira passagem pela meta já só restavam três unidades e a faltarem apenas dois quilómetros para a chegada os sobreviventes foram “engolidos” pelo grande grupo. Com as várias equipas a prepararem os homens mais rápidos para atacarem o sprint, abriram-se as cortinas para o espetáculo no famoso empedrado da Avenida Nuno Álvares.
Quem é José Gonçalves?
Nasceu a 13 fevereiro 1989, em Roriz (Barcelos). Foi Campeão Nacional de estrada, em 2011, na categoria Sub-23 e Elite no ano seguinte. Em 2013 saiu de Portugal para vestir as cores da equipa francesa La Pomme Marseille e não mais voltou. Em 2015, a espanhola Caja Rural recebeu-o assim como ao irmão gémeo Domingos Gonçalves. No ano passado já tinha dado nas vistas na Volta a Portugal quando venceu uma etapa e acabou desclassificado numa outra. Esta temporada José Gonçalves ganhou a Volta à Turquia.

 

Dia de estreias com a Volta no Oeste

O dia mais longo da 78ª Volta a Portugal Santander Totta discute-se, esta sexta-feira, em plena região Oeste e acrescenta mais duas localidades à longa lista de locais de partidas e chegadas de etapa. São duas estreias. A caravana parte às 11h55 do Sítio da Nazaré, o emblemático centro histórico da vila nazarena, para os longos e duros 208,5 km. Há cinco anos que a Volta a Portugal não tinha uma tirada tão longa. A etapa vai terminar em Arruda dos Vinhos e até lá o pelotão terá de enfrentar, entre outras, as dificuldades da subida ao Alto de Montejunto, onde estará instalado um Prémio de Montanha de 2ª categoria.

5 agosto | 8ª Etapa
Nazaré (Sítio) – Arruda dos Vinhos | 208,5 Km
Hora da Partida – 11h55
Hora Prevista Chegada – 17h15

Todas as informações da 8ª etapa em:
www.volta-portugal.pt/etapas/phps/etapa_home.php?etapa=8

 

Alterações na penúltima etapa da Volta
A organização da 78ª Volta a Portugal Santander Totta comunica que vai proceder a alterações na etapa de sábado que vai ligar Alcácer do Sal a Setúbal para salvaguardar questões de segurança na travessia do concelho setubalense. A etapa terá uma alteração de percurso com redução de cerca nove quilómetros totalizando 176,1km com partida às 12h45.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *