Desporto

Disparo de Mestre rumo à Amarela

Etapa1_Chegada

O segundo dia de competição da 78ª Volta Portugal Santander Totta foi forte e quente em emoções. Com a temperatura a rondar os 40 graus, a festa em Braga aqueceu, ainda mais, com o espetáculo das bicicletas que fez vibrar uma Avenida da Liberdade repleta de entusiasmados fãs da Volta que assistiram a um longo e empolgante sprint de onde saiu vencedor Daniel Mestre.

O alentejano da Efapel venceu a primeira etapa em linha, esta quinta-feira, estreando-se a ganhar na Volta passando a ser o novo líder. Com uma longa reta da meta a expectativa sobre o vencedor foi vivida até aos últimos centímetros quando Mestre cruzou a meta à frente do italiano Davide Vigano, que em 2014 tinha ganho em Braga, e tornou um sonho realidade. “Não sou um puro sprínter, mas sou um homem bastante rápido. Quando a máquina vai desenvolvida é muito difícil que me passem”, disse sorridente o corredor da Efapel, que conquistou o Prémio da Combatividade Conselheiros da Visão.

José Gonçalves (Caja Rural) foi terceiro e, fruto das bonificações, conseguiu subir ao segundo posto da classificação geral, à frente de Jóni Brandão (Efapel). Frederico Figueiredo (Rádio Popular) venceu o último Prémio de Montanha no Sameiro e vestiu a Camisola Azul Liberty Seguros.

 

Pinto da Costa visitou Clube da Volta

Depois das primeiras contas feitas em Oliveira de Azeméis, com o Prólogo, a caravana concentrou-se à partida da 1ª etapa da Volta na Praia do Furadouro, em Ovar. Pinto da Costa, presidente do Futebol Clube do Porto, foi figura proeminente no Clube da Volta trocando com o director da prova, Joaquim Gomes, algumas ideias sobre o regresso dos dragões ao ciclismo.

O espaço que serve de acolhimento à caravana e aos convidados antes de cada partida, ganhou ainda mais animação com as especialidades gastronómicas vareiras, como o Pão de Ló, que este ano voltaram a fazer as delicias de todos quantos estiveram no Clube. Com a partida da etapa assistiu-se a um dia movimentado e de muito calor que apesar de subir duas vezes ao Bom Jesus e ao Sameiro seria resolvido muito perto da meta quando Daniel Mestre disparou para a vitória no centro de Braga.

 

Quem é Daniel Mestre?
É um dos poucos alentejanos do pelotão nacional. Nasceu a 1 de abril de 1986, em Almodôvar e chegou ao profissionalismo em 2007 no Clube de Ciclismo de Tavira. Depois de nove anos na equipa algarvia, Mestre mudou-se esta temporada para a Efapel. Na Volta nunca tinha estado de amarelo mas já este ano foi líder pontual ao envergar a camisola mais desejada na Volta à Bairrada e no Grande Prémio Jornal de Notícias.

 

Um salto até Fafe

A 78ª Volta a Portugal Santander Totta continua pelo Minho esta sexta-feira quando acontecer a 2ª etapa que vai ter partida em Viana do Castelo.Até Fafe há 160 quilómetros e uma enorme expectativa para assistir, já muito perto da meta, aos 2,2 Km que serão percorridos num estradão de terra que faz parte do Rally de Portugal, o famoso salto da “Pedra Sentada”. Estão prometidas emoções suplementares que só vão mesmo terminar com a sempre espetacular chegada no empedrado no centro de Fafe.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *