Destaque, Montijo, Sociedade, Turismo

Festas de São Pedro no Montijo terminam com Sucesso

Fogo de artificio

Folia, ritmo e tradição marcaram mais uma edição das Festas de São Pedro que decorreram de 28 de Junho a 3 de Julho. Áurea e Jorge Palma lotaram o palco principal das festas no primeiro e ultimo dia.

Uma multidão marcou presença na abertura das Festas Populares de São Pedro, no dia 28 de junho, que aplaudiu a apresentação o Hino das Festas. O momento foi explícito da forte ligação das festividades à comunidade montijense.

Dez mil pulseiras azuis e amarelas, distribuídas gratuitamente pela comissão de festas, circulavam nos pulsos de quem não perdeu pitada dos quilómetros de arraial que incentivavam ao convívio e diversão.

Os pátios engalanados, este ano, com ainda mais cor e milhares de flores de papel encantaram quem por lá passou. Cinco mil utilizadores da APP das Festas acompanhavam o programa passo a passo e as redes sociais, nestes seis dias, focaram-se nas vivências dos milhares que visitaram Montijo e viveram a emoção das largadas, das procissões de terra e de mar, das marchas, dos comes e bebes, no cortejo marialva e das inúmeras actividades proporcionadas pelo empenho de 2500 pessoas que contribuíram para o seu sucesso.

A Praça de Touros Amadeu Augusto dos Santos recebeu a 6.ª Corrida da Adega de Pegões, com os cavaleiros Luis Rouxinol, Filipe Gonçalves; Bastinhas Jr. e Luis Rouxinol Jr. Pegas a cargo do Grupo de Forcados da Tertúlia Tauromáquica do Montijo e do Grupo de Forcados Amadores do Montijo. A corrida contou ainda com um momento de Homenagem a Alfredo Rouxinol.

No dia 3 de julho foram entregues os troféus do Concurso de Borladeros e Varandas. Melhor Borladero – Tertúlia Dias; Melhor Varanda de São Pedro – Maria André – Av.ª dos Pescadores, n.º 33; Melhor Varanda Taurina Jacó – Rua Joaquim de Almeida.

Na reunião de câmara de 6 de Julho, Nuno Canta, presidente da Câmara Municipal do Montijo declarou “ As Festas Populares de São Pedro constituíram o maior acontecimento cultural no Montijo e reforçaram os laços identitários entre todos os montijenses entre todos os montijenses”.

“Esta edição das Festas Populares do Montijo alcançou um extraordinário sucesso fruto do esforço, da competência e do trabalho que a Câmara Municipal, a Junta de Freguesia, a comunidade católica, a comissão de festas, a Sociedade Cooperativa União Piscatória Aldegalense, a Tertúlia Tauromáquica Montijense, as colectividades, as associações, as tertúlias, os escuteiros, os populares, colocaram na organização das festas”, disse Nuno Canta.

Abordado sobre o êxito das festas José Manuel Santos, presidente da Comissão de Festas recorda que nada seria possível sem “o empenho dos trabalhadores (as) da Câmara Municipal do Montijo, que, com a Comissão de Festas (Paulo Brás, Ricardo Castanho, Armando Moura, José Maria, Márcio Chapa, Nuno Garrete, Carlos Marques, António Balegas e Sara Ferreira), secretariada pela Paula Raposo, da colaboração do Bombeiros Voluntários e Montijo e Canha e de um alargado grupo de voluntários (as).”

O presidente da Comissão de Festa agradece “ao presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, pela confiança depositada na Comissão e aos patrocinadores que colaboraram connosco nas Festas contribuindo para afirmar, cada vez mais, Montijo como Lugar de Encontros”.

O fogo de artifício piromusical que este ano contou com mais de 21 mil peças de pirotecnia, trouxe um brilho inédito ao céu da cidade. A queima do batel anunciava o fim de mais uma edição das festas.

Este ano foi um sucesso. Para o ano há mais!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *