Cultura, Educação

Biblioteca de Jardim para crianças em férias da escola na Póvoa de Lanhoso

Biblioteca de Jardim 2016 2

Trata-se de mais uma proposta para a ocupação dos tempos livres dos/as mais jovens a Biblioteca de Jardim que a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, através dos Serviços Educativos da Biblioteca Infantil, está a promover até ao final do Verão, junto à Casa da Botica, na Vila.

“A Biblioteca de Jardim é um serviço que está a funcionar muito bem. Alguns miúdos (e mesmo pais) estão a gostar muito da iniciativa”, refere o Vereador para a Cultura da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, André Rodrigues, revelando que esta proposta “vem no seguimento da iniciativa ‘Vamos Contar uma História?’, no último sábado de cada mês, também proporcionada pelos Serviços Educativos da Biblioteca Infantil e que tem tido uma adesão excelente”. De acordo com este responsável, a própria Biblioteca Infantil “está a funcionar com muita dinâmica”.  Aproximar as crianças do livro e fazer com que olhem para a Biblioteca como um espaço não só de aprendizagem, como também de divertimento é o que se pretende com todas estas propostas.

A Biblioteca de Jardim começou no dia 13 de junho e, nessa primeira semana, as atividades propostas tiveram de decorrer no interior da Biblioteca Infantil devido às condições meteorológicas, que não permitiram ‘aventuras’ no exterior. Já nesta segunda semana, com o calor que se tem feito sentir, a Biblioteca de Jardim tem estado no Páteo dos Artistas, no espaço contíguo à Casa da Botica. Esta iniciativa promete ocupar de forma criativa as férias escolares, no período entre as 10 e as 12 horas, todos os dias úteis.

Trata-se de uma iniciativa gratuita e não há necessidade de inscrição prévia. Em cada um dos dias, serão feitas atividades diferentes e oficinas alusivas a histórias, anedotas, lengalengas, enfim, o que for escolhido para esse dia.

De entre os vários materiais usados nas oficinas, haverá alguns materiais reciclados como tecidos, papel, cartão, plástico, mas também vamos ter oficinas de pintura, escrita, leitura, encenação e haverá também espaço para jogos, música e dança.

Na sua primeira semana, a Biblioteca de Jardim foi frequentada por cerca de uma dezena de crianças da Vila e das freguesias de Travassos e de Taíde, o que demonstra, manifestamente, que há crianças que gostam de ler. Na segunda semana, o número de participantes já aumentou.

Esta é uma oferta diferenciada que o Pelouro da Cultura oferece aos pais e às mães, que assim têm um espaço diferente, onde as crianças podem passar as manhãs, de forma lúdica, pedagógica e divertida, afastando-as um pouco dos jogos de telemóvel, do computador e da televisão.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *