Desporto, Economia, Estarreja

Investimento de Estarreja no desporto per capita está bem acima da média nacional e regional

????????????????????????????????????

O apoio da Câmara Municipal de Estarreja ao movimento associativo contribui para colocar o concelho ao nível dos valores mais altos de investimento no desporto per capita, no contexto nacional. A autarquia mantém os níveis de apoio direto, atribuindo uma verba global de 346 mil euros a 19 coletividades.

A Câmara Municipal apoia de forma continuada o associativismo desportivo e cultural. No caso concreto do desporto, os diferentes clubes ou coletividades desenvolvem um trabalho na área da formação que abrange 1.600 jovens, substituindo-se ao Estado num papel que, em grande medida, a este estava cometido.

A nível local, a Câmara Municipal presta o devido e mais do que justo apoio aos clubes ou coletividades tendo procedido à entrega da primeira tranche do subsídio corrente às coletividades desportivas.

 

346 mil euros entre subsídios correntes e de capital

Utilizando como base os princípios e os valores de referência orientadores do PADE – Programa de Apoio ao Associativismo Desportivo, a Câmara de Estarreja atribui em 2016 um valor de 236.734,04€, dos quais 170.317,50€ destinam-se a verbas correntes, enquanto que 66.416,54€ serão aplicadas em despesas de capital. Havendo ainda a acrescentar o valor de 110.000,00€ para projetos definidos autonomamente no Plano Plurianual de Investimentos de 2016.

Em 2016 (a exemplo do sucedido em 2014 e 2015) no que se refere a transferências para coletividades desportivas, foram atingidos os valores mais elevados de sempre, o que se justifica tendo em vista garantir patamares razoáveis de sustentabilidade aos clubes para que estes possam continuar a desenvolver a sua atividade.

Na sessão de entrega dos cheques aos dirigentes, Diamantino Sabina, Presidente da Câmara Municipal, reforçou que “é com muita satisfação que vos digo, estamos consideravelmente acima da média nacional no que toca à atribuição de subsídios a coletividades neste caso desportivas. As coletividades dão formação em 27 modalidades no concelho de Estarreja o que é significativo”. Acrescentou que ao “acréscimo generalizado da atividade desportiva” a Câmara corresponde com o aumento dos apoios que “tem sido considerável”, contribuindo para “fomentar o desporto, o que os números comprovam”.

Por outro lado, ao nível de equipamentos, Diamantino Sabina referiu a “clara aposta desde o início do mandato de reabilitarmos todo o parque desportivo, municipal e das coletividades, nomeadamente através de contratos programa atribuindo um valor considerável para conservar o património desportivo de cada uma das coletividades”.

 

Investimento de 1,2 milhões de euros por ano

Adolfo Vidal, Vice-Presidente e Vereador do Desporto da Câmara Municipal, salientou que “acompanhamos muito de perto as coletividades e este é um apoio essencial para o funcionamento das instituições”. 

Analisando os dados do investimento do “Município de Estarreja que gasta acima de 1,2 milhões de euros por ano no desporto, onde se inclui o apoio às coletividades”, o responsável especifica que“segundo os dados do INE respeitantes a 2014, o valor per capita é superior a 40 euros em Estarreja, quando a média nacional é de 20 euros e a média regional é de 23 euros. Sublinhamos e aumentamos esse apoio nos últimos anos, mas é uma tendência que já vem de alguns anos. Temos juventude a praticar desporto, isso é que é importante. Trata-se de um investimento em capital humano, no futuro. É bem empregue e vamos continuar a fazê-lo.” Adolfo Vidal anunciou que no próximo ano entrará em vigor o novo Regulamento de Apoio ao Associativismo.

 

 

Afirmações dos dirigentes

Pedro Mendes, Presidente do CDE

“O subsídio destina-se a desenvolver a nossa atividade. Estamos contentes por a Câmara Municipal cumprir mais uma vez com o estipulado e com o prazo para entrega do subsídio”

 

Paulo Dias, Presidente da Atlética de Avanca

“Este apoio é fundamental, vai decidir a estabilidade e sobrevivência da coletividade. Sem este apoio seria muito difícil aguentar os encargos que temos. É com este dinheiro que fazemos viver a Atlética e os apoios da Câmara têm sido muito bons nestes últimos anos.”

 

Rui Silva, Presidente do EAC

“Um bom apoio porque a autarquia de Estarreja é o principal patrocinador de todas as coletividades. Sem este apoio a formação estaria em causa. Estes apoios são canalizados para a formação do EAC que tem todos os escalões nos campeonatos nacionais e tem tido despesas bastante elevadas. Sem este apoio era praticamente impossível continuar a ter a formação que temos.”

 

José Fernando Correia, Presidente do CRE

“Este programa tem a vantagem de ser um programa muito claro, muito bem definido em que os apoios são concedidos mediante um conjunto de parâmetros predefinidos e equitativos entre todas as coletividades. É essencial não só para o CRE como seguramente para todas as associações desportivas que se dedicam à causa da formação dos jovens do concelho.”

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *