Destaque, Sociedade, Turismo

Empreendedorismo e “Alm’Algarvia” assinalam Dia do Município de Castro Marim

cartaz dia do municipio

Castro Marim celebra o seu feriado municipal na próxima sexta-feira, dia 24 de junho. As comemorações começam logo na véspera, dia 23 de junho, com um programa cultural diversificado, numa homenagem a Castro Marim, às suas gentes e à sua história.

As comemorações iniciam-se na quinta-feira, dia 23 de junho, no Mercado local de Castro Marim, pelas 19h00, com a abertura da exposição de trabalhos da Universidade do Tempo Livre Desfile “Atelier Arte & Património” e a entrega de prémios do Concurso de Mastros Populares. Os festejos continuam, pelas 20h00, com o grande Arraial de São João, na Praça 1º de Maio.

No dia 24 de junho, feriado municipal, as celebrações começam cedo, pelas 09h00, com alvorada pela Banda Musical Castromarinense, seguindo-se o hastear da Bandeira no edifício dos Paços do Concelho. Pelas 10h00 será celebrada uma missa solene na Igreja Matriz.

Uma hora depois, têm início as cerimónias oficiais no Auditório da Biblioteca Municipal com a realização da Sessão Solene, onde serão homenageados os melhores alunos de cada turma e os jovens talentos que se destacaram a nível nacional, no âmbito de concursos.

Seguem-se dois dos momentos altos destas comemorações: a inauguração do Edifício Multifuncional de Empresas (EME) de Castro Marim e a inauguração da exposição “Alm’Algarvia”, na Casa do Sal, desenvolvida por uma equipa de trabalho do município, em estreita parceria com a Mito Algarvio.

O EME, localizado no centro histórico da vila de Castro Marim, visa apoiar a constituição de empresas que pretendam iniciar ou dinamizar a sua atividade, tendo por objetivo a incrementação do tecido económico local.

A exposição “Alm’Algarvia”, que ficará patente até ao final de agosto, traz-nos a coleção particular de acordeões de Vitor Faleiro, fundador da Associação Mito Algarvio, com um enquadramento histórico, mundial, nacional e regional. Desenvolveram-se conteúdos, formularam-se pesquisas, filmaram-se 16 diferentes registos e estilos musicais, em todo o Algarve, concluindo-se assim uma exposição etnográfica e musicológica, inédita na região, inspirada numa coleção particular de 30 instrumentos.

No mesmo âmbito, a presença da oficina do Mestre José Domingos Horta, que constrói, de raiz, este instrumento musical que exprime tão bem a “alm’algarvia”.

Na sequência desta exposição, a estreia do documentário “A Saberia na ponta dos dedos – o Mito do Acordeão Algarvio”, a decorrer na Biblioteca Municipal, pelas 18h00.

O programa das comemorações do 24 de junho termina no Revelim de Santo António, em Castro Marim, com dois grandes momentos musicais. O primeiro, pelas 21h00, concerto com o Duo “Amar Guitarra”, um projeto de João Cuña e Luís Fialho, num deslumbrante diálogo entre as suas guitarras em vários temas, originais e de outros autores, e em diversos estilos musicais. O último, pelas 22h00, o concerto de Jorge Fernando, um dos maiores músicos e produtores portugueses.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *