Melgaço, Sociedade

Casas de Fronteira cedidas à Câmara Municipal de Melgaço

Alfandega S.Gregório

Os edifícios da antiga Estação Fronteiriça de São Gregório foram cedidas à Câmara Municipal de Melgaço que vê assim concretizada uma aspiração antiga. As chamadas casas de fronteira (quatro edifícios) vão ser requalificadas e devolvidas ao uso da comunidade. 

O Presidente da câmara municipal, Manoel Batista, ficou muito satisfeito com a resposta positiva do Estado às suas inúmeras diligências. Foi já assinado entre o Município e o Ministério das Finanças o contrato de concessão que cede a título gratuito e por um período de 50 anos o «imóvel do Estado denominado por Antiga Estação Fronteiriça de São Gregório”, em Cristóval, Melgaço.

Esta medida vai permitir recuperar um património de elevado interesse a nível local e regional, retirando estes edifícios de um processo de degradação contínua. Manoel Batista congratula-se com esta notícia e assegura que vai ser possível valorizar a história destes edifícios.

O edil de Melgaço assegura ter já projetos para os quatro edifícios que, oportunamente, serão divulgados.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

3 comentários

  1. Como Melgacense e natural de São Gregorio e pelas recordações que estes edificios me transmitem não posso ficar indiferente a esta feliz noticia e ao mesmo tempo congratular-me com o desempenho do meu Presidente neste assunto. Obrigado Presidente Manoel Baptista .

  2. Parabéns Sr Manoel Batista pela sua iniciativa.Que pena essas casas estarem tão degradas.Em s. Gregório eram as casas de que eu mais gostava.Nasci,vivi e dei aulas nessa linda aldeia da qual sinto saudades .Bem haja por recuperar património tão lindo.Os meus sinceros agradecimentos.

  3. Finalmente! Já fiz parte da Junta de Freguesia e após anos de propostas e ideias não concretizadas parece que temos luz ao fundo do túnel. Oxalá sirva o projeto para a requalificação dos edifícios e para a qualidade da nossa terra. Sabemos que eles são algo emblemático e património histórico da nossa comunidade.
    Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *