Albergaria-a-Velha, Cultura, Educação

Serviço de Aprendizagem Criativa dramatiza obra de Alice Vieira nas escolas do Concelho de Albergaria-a-Velha

a arca do tesouro

Uma equipa do SAC – Serviço de Aprendizagem Criativa do Município de Albergaria-a-Velha está a percorrer as escolas do 1.º Ciclo do Ensino Básico (CEB) da Rede Pública do Concelho a dramatizar a obra infantil “A Arca do Tesouro”, de Alice Vieira. A iniciativa, que termina amanhã, insere-se no projeto “Ao Encontro da…Educação Literária” e destina-se aos alunos do 3.º ano, que têm de estudar a obra no âmbito das metas curriculares de Português.

Promovido pela Rede de Bibliotecas de Albergaria-a-Velha, em parceria com o SAC, “Ao Encontro da…Educação Literária” visa motivar as crianças para a leitura autónoma das obras que constam do programa curricular, com o recurso a música e diversos adereços para facilitar a compreensão da história. Em janeiro, a equipa do SAC visitou as turmas do 4.º ano para encenar o conto “A Maior Flor do Mundo”, de José Saramago. Voltaram às escolas com a obra de Alice Vieira, dramatizada para os 268 alunos do 3.º ano.

O livro “A Arca do Tesouro” foi publicado em 2010 e resultou de uma encomenda da Orquestra Metropolitana de Lisboa, que desejava um conto para ser musicado pelo compositor Eurico Carrapatoso. Na história, uma criança chamada Maria sente-se triste com a pressa constante das pessoas, que acabam por não ter tempo para valorizar as coisas simples da vida. Acompanhando a musicalidade da narrativa, as crianças conseguem identificar o estado de espírito das personagens em determinados momentos e descobrem que a boa disposição tem um “som” mais agradável.

No ano letivo 2015-2016, o projeto “Ao Encontro da…Educação Literária” envolve um total de 564 alunos de 30 turmas do 3.º e 4.º anos. Para o público pré-escolar da rede pública, o SAC está a realizar, até ao dia 24 de maio, uma Hora do Conto especial, à volta da história “Vale dos Moinhos”, em quatro núcleos de moinhos do Concelho, aliando a promoção da leitura à divulgação do património e história local.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *