Oliveira de Azeméis, Sociedade

Estátua do “menino” regressa ao jardim público de Oliveira de Azeméis

primage_15949

Quase cinco anos depois de ter sido roubada, a estátua “A Criança”, conhecida por “menino da pilinha”, regressou hoje ao jardim público de Oliveira de Azeméis.
A escultura em bronze é uma réplica da original e foi executada pelo escultor António Mota, um artista natural da freguesia de Nogueira do Cravo que aceitou o desafio da Câmara de Oliveira de Azeméis de fazer regressar o monumento à Praça José da Costa.

“É uma peça muito interessante, envolvida por um espelho de água recuperado que vem devolver a alegria às pessoas que diariamente desfrutam da tranquilidade do jardim da cidade”, afirma o presidente da autarquia, Hermínio Loureiro.

“Este é um momento de alegria porque faltava ali [no jardim] qualquer coisa e em boa hora decidimos estudar soluções para devolver a dignidade àquele espaço da Praça José da Costa”, refere o autarca considerando a inauguração “um reencontro com a nossa história”.

Além do executivo municipal, a inauguração teve a presença do escultor António Mota que bem cedo mostrou fascínio pelas artes. O escultor possui obras espalhadas em alguns concelhos, entre os quais Oliveira de Azeméis, além de Angola e Brasil.

Recebeu o seu primeiro prémio em 1958 pelo trabalho em cortiça “Caravela” promovido pelo Ministério da Educação e, em 1960, o prémio escolar Distrital de Aveiro (guache sobre papel).

Além da escultura, o artista oliveirense reparte a sua atividade pela pintura onde, entre outras personalidades, retratou D. M. Pelino, arcebispo David Sousa, o escritor Ferreira de Castro, o escultor Anselmo Brandão e o padre Moura de Aguiar.

A escultura inaugurada substitui a estátua original, uma peça em bronze datada de 1930 que foi furtada na noite de 17 de julho de 2011 sem que a mesma nunca tenha sido recuperada.

A estátua original, representando uma criança desnudada a apertar flores, sempre foi uma referência para os oliveirenses tendo sido concebida pelo escultor José Fernandes de Sousa Caldas, artista nascido em Vila Nova de Gaia a 18 de maio de 1894 e filho do escultor de arte sacra José Fernandes Caldas e afilhado do escultor José Joaquim Teixeira Lopes.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *