Alcoutim, Castro Marim, Sociedade, Vila Real de Santo António

Celebrações do Dia da Europa no Baixo Guadiana

O Baixo Guadiana (Alcoutim, Castro Marim, Vila Real de St. António e Ayamonte) foi ontem, dia 9 de maio, palco das celebrações do Dia da Europa no Algarve, no âmbito da campanha #30anos30iniciativas. No mesmo dia comemorou-se o 3º aniversário da Eurocidade do Guadiana (Castro Marim, Vila Real de St. António e Ayamonte), presidida por Castro Marim.

As comemorações começaram em Castro Marim, no Revelim de St. António, pelas 09h00, com uma cerimónia oficial, onde estiveram o presidente da CCDR Algarve, David Santos, o presidente da Eurocidade do Guadiana e da Câmara Municipal de Castro Marim, Francisco Amaral, o presidente da Câmara Municipal de Alcoutim, Osvaldo Gonçalves, a vice-presidente da Câmara Municipal de VRSA, Conceição Cabrita, e a vice-presidente da Câmara Municipal de Ayamonte, Gema Martín.

Francisco Amaral realçou o papel dos fundos comunitários no desenvolvimento destes municípios, agora equipados de “infraestruturas básicas, sejam desportivas, culturais, sociais, rede viária requalificação urbana e saneamento básico”, mas sublinhou aquilo que considera ser uma injustiça na distribuição dos apoios comunitários ao longo dos anos, a desconsideração, pela parte da União Europeia, das diferenças entre Algarve litoral e o serrano, que tem considerado a região como rica na sua totalidade. Já o presidente da CCDR, David Santos, realçou a possibilidade do Guadiana poder ser navegável entre Alcoutim e Pomarão, dependente de uma candidatura apresentada a fundos comunitários, que deverá estar determinada até ao final deste ano.

Seguiu-se uma visita da comitiva às infraestruturas cofinanciadas por fundos comunitários. Em Castro Marim, além do Revelim de Santo António, foram visitados o Edifício Multifuncional de Empresas e o Mercado local.

Depois da apresentação do livro “Contrabando Tradicional no Baixo Guadiana”, por Rafael Cáceres Feria (Universidade de Olavide, em Sevilha), em Alcoutim, as comemorações regressaram a Castro Marim, com a visita à exposição “Eurocidade do Guadiana: 3 anos de iniciativas”, na Biblioteca Municipal.  No mesmo espaço, durante a tarde, esteve patente a exposição “Pintar a Europa”, um resultado das telas distribuídas pela população e entidades do território, numa iniciativa do Município de Castro Marim.

O debate “30 anos depois, que futuro?” , foi o momento alto das comemorações do Dia da Europa. Moderado pela jornalista Susana Sousa, do Jornal do Baixo Guadiana, integraram também a mesa o vice-presidente da CCDR Algarve, Adriano Guerra, o presidente da Eurocidade do Guadiana, Francisco Amaral, o autarca de Vila Real de St. António, Luís Gomes, na qualidade de membro do comité das Regiões.  De Espanha, participou a segunda 2º Tte. Alcaide María Soledad Mora. A reflexão sobre a Europa e o seu/nosso futuro incidiu sobre a falta de autonomia, tanto a nível de organismos nacionais, regionais ou locais, que impedem políticas de desenvolvimento adequadas e assertivas, e sobre o seu mais recente flagelo, o desemprego, resultado de uma “política de capelinhas”, afirmou o presidente da Eurocidade do Guadiana, Francisco Amaral, acrescentando que “o nosso país não é um país sério… andamos nos papelinhos dezenas de anos, somos confrontados com obstáculos irracionais, que despromovem o investimento privado e o combate ao desemprego”.

As celebrações do Dia da Europa encerraram com a inauguração da exposição “Cana e Luz – Experiências e Potencialidades”, de Vilma André, na Casa do Sal, patente até dia 22 de maio, um conjunto de grande criatividade, que combina o trabalho artesanal com o talento da designer, aqui focado nos nossos recursos naturais.

????????????????????????????????????

As celebrações do Dia da Europa e do Dia da Eurocidade foram uma iniciativa organizada pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDR Algarve), Programa Operacional Regional CRESC ALGARVE 2020, Centro Europe Direct do Algarve, Enterprise Europe Network e EURORREGIÃO Alentejo-Algarve-Andaluzia e contaram com a parceria da Eurocidade do Guadiana, da Associação Odiana e do Jornal do Baixo Guadiana como media partner.

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *