Celorico de Basto, Destaque, Sociedade

Campanha “Laço Azul” da CPCJ em Celorico de Basto contou com a adesão das entidades locais

MPMTI - E. B. de Mota

Em abril, Celorico de Basto criou “laços” pelo bem-estar das crianças e jovens

Durante o mês de abril, as fachadas dos edifícios públicos e instituições particulares de solidariedade social assinalaram com um laço azul, feito com diferentes materiais fruto da imaginação de cada entidade, o mês da prevenção dos maus tratos na infância.

A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Celorico de Basto associou-se, pelo quarto ano consecutivo, ao mês internacional da prevenção dos maus tratos na infância, impulsionada pela Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens.

A CPCJ de Celorico de Basto criou o slogan “Crie Laços… Não maltrate… Cuide!” patente nas plataformas publicitárias e no laço azul, que simboliza as nódoas negras dos maus tratos físicos dos dois netos de Bonnei Finne. A CPCJ desenvolveu uma campanha de sensibilização que contou com a colaboração e empenho de todas as entidades locais obrigatoriamente representadas na Comissão de Proteção de Crianças e Jovens – município, educação, segurança social, saúde, entre outras.

“Foi muito gratificante para nós, Comissão, verificar que caminhamos todos no mesmo sentido, da sensibilização e prevenção no que respeita aos maus tratos na infância. Trabalhamos todos por um mesmo objetivo, o bem-estar das crianças e dos jovens, em especial no seio familiar” realçou a presidente da CPCJ de Celorico de Basto, Nélida Mota Campos.

Saliente-se que o tema integrou o plano de atividades do agrupamento de escolas de Celorico de Basto, nomeadamente no pré escolar e 1.º ciclo, tendo ainda dado o mote para trabalhos nos outros níveis de ensino, como referiu a representante da educação, Fátima Araújo Fernandes.

Uma campanha bem recebida pelas entidades locais e amplamente valorizada pelo município de Celorico de Basto. “Criar “laços” é a melhor forma de agirmos pelo bem-estar desta comunidade. Juntos conseguiremos chegar a um maior número de pessoas, sensibilizar, levar a comportamentos de prevenção, agir para que as crianças e os jovens sejam salvaguardados de situações e comportamentos desviantes. Em sintonia, promovemos o crescimento saudável, envolto em valores e regras fundamentais para que estas crianças e estes jovens sejam adultos capazes, conscientes e responsáveis” disse o autarca, Joaquim Mota e Silva.

A participar na ação em Celorico de Basto, com o laço azul na fachada e outras iniciativas, estiveram as entidades representadas na comissão de proteção, o município, o agrupamento de escolas, escola profissional de Fermil, a segurança social, GNR, as IPSS´s, o centro de saúde (e extensões de saúde de Fermil, Fervença, Gandarela e Rego), juntas de freguesia, projeto CLDS 3G, entre outras.

Este ano, uma vez mais, a campanha suscitou curiosidade da população que questionou, nas diferentes entidades, o porquê do laço azul nas fachadas. Tivemos um feedback muito interessante das entidades que referiram o questionamento da população sobre o laço azul” realçou Nélida Mota Campos.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *