Montemor-o-Novo, Sociedade

Monte Selvagem em Montemor-o-Novo, comemora 12º aniversário

ms-l16

O Monte Selvagem – Reserva Animal de Montemor-o-Novo, comemora no próximo domingo, dia 8, o seu 12º aniversário. Bolo e champanhe aguardam os visitantes, num dia repleto de diversão para todos!

Desde que abriu, em Maio de 2004, o Monte Selvagem já recebeu mais de 500 mil visitantes, a maioria crianças em grupos escolares e famílias. Sedeado em Montemor-o-Novo, freguesia de Lavre, o parque é um dos destinos turísticos mais procurados na região, tendo ganho em 2012 o prémio de MELHOR EMPREENDIMENTO DE ANIMAÇÃO TURISTICA DO ALENTEJO.

Independentemente da sua imagem de lazer, o parque tem como objectivo principal a recolha e alojamento de animais selvagens que necessitem de habitats alternativos e a sensibilização junto do público em geral para a conservação da Natureza, através do contacto divertido com o meio natural.

Entre as diferentes espécies recolhidas e instaladas no parque, contam-se várias espécies de primatas, cangurus, zebras, iaques, iguanas, crocodilos, suricatas, etc., além de uma Quintinha com animais domésticos, onde todos podem entrar e contactar directamente com os “residentes”. Integrado num montado de sobreiros e azinheiras, o espaço inclui uma área com 5 ha de visita pedestre, com equipamentos de entretenimento para adultos e crianças, e uma zona ampla de 12 ha para um passeio de tractor. O transporte guia o visitante até junto de algumas espécies de mamíferos e de aves corredoras que vivem em liberdade, dado a conhecer lamas, elandes, gamos, avestruzes e nandus, entre muitos outros.

E para que o dia seja realmente bem passado, as infra-estruturas do local incluem bar/ esplanada, parques de merendas, “refrescadores selvagens”, para os dias de maior calor, casas nas árvores para deliciosas aventuras e ainda um trampolim gigante familiar.

Fruto do sonho de uma família, o Monte Selvagem é uma realidade viva e um exemplo máximo de Lazer e Cultura ecológica, sempre com respeito pela Natureza e pela preservação das espécies.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *