Cultura, Estarreja

Raul Midón promete arrebatar o público em Estarreja

rmcover (1)

No final desta semana, o palco do Cine-Teatro de Estarreja viverá um dos momentos mais aguardados da temporada. Raul Midón regressa a Portugal para um concerto único em Estarreja (próxima sexta-feira, dia 22, às 21h30) inserido na sua tour internacional. No Cine-Teatro de Estarreja (CTE) partilhará ainda a sua genialidade numa masterclass (dia 21, quinta-feira, às 18h30).

O último álbum do “cantautor”, “Don’t Hesitate”, será a base da sua passagem, marcante e a solo, pelo palco do CTE. O nome do invulgar Raul Midón é destacado pelo New York Times pela sua notoriedade nos circuitos mundiais. “Ele é um “one man band”, que transforma a sua guitarra numa orquestra, e a sua voz num grupo coral”, ilustra o jornal nova-iorquino.

Guitarrista exímio, é ainda sua imagem de marca o improviso vocal e o “mouth trumpet”, onde a voz assume a sonoridade de um trompete. Num estilo muito peculiar, incorpora todas as correntes de música que o inspiraram: soul, jazz, flamenco, música brasileira… conforme ele próprio descreve.

Cego de nascença, muito cedo começou a mergulhar no estudo da guitarra, que domina com uma técnica invulgar. Rapidamente ganha notoriedade nos circuitos musicais norte-americanos e colabora com nomes como Shakira, Christina Aguilera, Herbie Hancock, Stevie Wonder, entre outros. Em 2002, a partir de Nova Iorque, dedica-se à sua carreira a solo, tendo registado 8 aclamados trabalhos discográficos. 

No âmbito da programação do LAC – Laboratório de Aprendizagem Criativa, a Masterclass (quinta-feira, 21 de abril, 18h30) orientada por Raul Midón vai incidir sobre técnicas originais do músico norte-americano, projetadas para transformar a sua guitarra numa orquestra. A sua experiência em improvisar, cantar e tocar guitarra ao mesmo tempo, será também abordada nesta oficina, onde todos os níveis são bem-vindos.

  

Primeira parte com Edu Mundo

Músico emergente no panorama musical português, Edu Mundo prepara o seu disco de estreia, desenvolvendo em paralelo a sua veia de compositor, “Pantomineiro” para António Zambujo e “Eu Entrego” que faz parte do novo disco de Ana Moura. Nesta apresentação no Cine-Teatro de Estarreja serão desvendadas algumas das suas músicas inéditas, num registo despido, à viola e voz.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *