Cultura, Mangualde

Mangualde promove o livro e a leitura no Dia Mundial do Livro

Dia Mundial do Livro (1)

Esta semana assinala-se, a 23 de abril, o Dia Mundial do Livro e a Câmara Municipal de Mangualde leva a cabo um conjunto de ações para potenciar a leitura e o livro. Nesse sentido, a Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves recebeu na passada segunda-feira cerca de uma centena de crianças da Obra Social Beatriz Pais Raul Saraiva que fizeram a «Festa do livro».

As crianças foram recebidas pelas técnicas da Biblioteca que assumiram as personagens das Princesas Branca de Neve e Cinderela que, recordaram com as crianças as suas histórias. Contaram-lhes ainda o conto “O coelhinho branco” de Xosé Ballesteros e Óscar Villan, numa versão dramatizada através de uma técnica com tapete animado. A manhã foi ainda preenchida com a visita às salas de leitura e com a consulta de muitos e muitos livros. Conforme disse uma das crianças: «FOI ESPETACULAR!»

Durante a semana a Biblioteca receberá ainda outros grupos e duas das suas técnicas visitarão ainda as escolas do concelho para levar a magia dos contos às crianças do nosso concelho.

 

 

MOSTRA DOS LIVROS NA BIBLIOTECA MUNICIPAL

Aceitando o desafio da DGLB – Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, a Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves de Mangualde colocará em destaque as obras dos seis autores referidos relembrando assim a sua particular importância para a literatura portuguesa e mundial.

O Dia Mundial do Livro é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de Abril. Esta data foi escolhida com base na lenda de S. Jorge e o Dragão, adaptada para honrar a velha tradição catalã segundo a qual, neste dia, os cavaleiros oferecem às suas damas uma rosa vermelha de S. Jorge (Sant Jordi) e recebem, em troca, um livro, testemunho das aventuras do heroico cavaleiro. Em simultâneo, é prestada homenagem à obra de grandes escritores, como Shakespeare e Cervantes, falecidos em 1616, exatamente em abril. Também a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, em 2016, presta homenagem a alguns autores portugueses, cujos centenários de nascimento ou morte se assinalam: Bocage (as comemorações dos 250 anos do nascimento decorrem de setembro 2015 a setembro de 2016); Mário de Sá Carneiro (1890-1916 – centenário da morte); Mário Dionísio (1916-1993) e Vergílio Ferreira (1916-1996), autores de que se assinala o centenário do nascimento. O cartaz oficial de 2016 com conceção da LUPA Design foi enviado para todas as Bibliotecas pela DGLAB, para assinalar a importância deste dia.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *