Alcoutim, Sociedade

Município lança programa “+ Alcoutim”

IMG_4715

A Câmara Municipal de Alcoutim promoveu uma jornada de trabalho com dezenas de especialistas no âmbito do lançamento da iniciativa + ALCOUTIM, um programa de Apoio à Criação de Empresas e de Emprego, integrado na estratégia de desenvolvimento do nordeste algarvio

Realizada na sequência das Jornadas do Mundo Rural, ocorridas em 4 e 5 de março passado, esta iniciativa congregou cerca de meia centena de investigadores universitários e técnicos de serviços públicos, com experiência em desenvolvimento local e intervenção no espaço rural, bem como empreendedores e investidores locais, com o objetivo de debater as temáticas da agricultura, da floresta e da diversificação das atividades em, no sentido de estabelecer sinergias que concorram, de forma sustentável, para o desenvolvimento do território do Baixo Guadiana, permitindo deste modo promover o investimento através da criação de contextos preferenciais para a fixação de empresas e famílias.

Na intervenção de abertura, Osvaldo dos Santos Gonçalves, presidente da Câmara Municipal sublinhou a necessidade de “fazer despertar uma nova consciência para a problemática do interior e que é preciso desenvolver uma ação coordenada que envolva todos os parceiros públicos e privados”, reafirmando a disponibilidade do Município de Alcoutim para estar “na frente deste combate.”

“E já passámos das palavras à ação”, acrescentou Osvaldo Gonçalves, referindo a inscrição de duas candidaturas na Bolsa de Iniciativas para a constituição de Grupos Operacionais no âmbito do PDR2020, com “sólidas parcerias com Universidades, organismos regionais, autarquias, associações e produtores locais, que esperamos possam vir a ter sucesso.”

Por outro lado, para além de estar disponível para acolher e apoiar outros projetos geradores de emprego, o Município de Alcoutim inscreveu no Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Recursos Endógenos (PADRE) verbas para alargar a zona industrial de Alcoutim e criar uma incubadora de empresas, numa perspetiva de cooperação com o CRIA – Divisão de Empreendedorismo e Transferência de Tecnologia da Universidade do Algarve.

Por outro lado, pela primeira vez, as zonas ribeirinhas e as entidades ligadas ao rio Guadiana poderão beneficiar das verbas disponíveis no Programa Operacional Mar 2020, depois do Município do Município ter assegurando a sua integração na estratégia de desenvolvimento local de base comunitária do Sotavento Algarvio (DLBC Costeiro do Sotavento), estando-se a aguardar a publicação da regulamentação para proceder à apresentação de candidaturas.

Ocupando uma vasta área dos concelhos de Alcoutim, Castro Marim e Tavira, o denominado Nordeste Algarvio tem uma paisagem alterada pela instalação recente de floresta de proteção com pinhal, ocupando mais de 30% deste território, com impactos e conflitos no uso do solo, quer com a atividade agropecuária, quer com a atividade cinegética, com quebras económicas significativas e redução de populações de espécies de caça menor, nomeadamente a perdiz vermelha, sendo fundamental encontrar novos modelos de exploração e novas fontes de financiamento que permitam fazer face à sua degradação.

Entretanto, teem emergido algumas dinâmicas interessantes, através da gestão integrada do território, feita por Zonas de Intervenção Florestal e por Zonas de Caça Associativas e Turísticas, e, no complexo agro-silvo-pastoril, teem surgido novos cultivos, do medronheiro à figueira da India, do olival às aromáticas, sendo de relembrar a importância das raças autóctones, da cabra algarvia e da ovelha churra algarvia, bem como da apicultura, que constituem uma base interessante para o desenvolvimento de novos projetos de investimento.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *