Amadora, Cultura, Desporto

Debates sobre História ao fim do dia na Amadora: “Prática desportiva durante a 1.ª Guerra”

biblioteca_amadora_fev2016 (1)

A Biblioteca Municipal Fernando Piteira Santos promove, esta quinta-feira, dia 31 de março, pelas 18h30, o segundo encontro da iniciativa “Debates sobre História ao fim do dia” sobre a temática “Prática desportiva durante a 1.ª Guerra”, com a participação de Rita Nunes, investigadora do Instituto de História Contemporânea, na área de História do Desporto/Olimpismo e Desporto e Guerra/Jogos Interaliados.

Este ciclo de debates sobre História Contemporânea surge no seguimento de um protocolo estabelecido entre a Câmara Municipal da Amadora e o Instituto de História Contemporânea /Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e pretende promover o aprofundamento da cultura histórica, fomentando o conhecimento, valorização e divulgação do património cultural, junto da comunidade escolar e público em geral.

Os “Debates sobre História ao fim do dia” realizam-se na última quinta-feira de cada mês e têm participação gratuita, não sendo necessária inscrição prévia.

Tema| Prática Desportiva durante a 1.ª Guerra

Sinopse | “Desporto em Tempo de Guerra. Os Jogos InterAliados”

“Em Portugal, como aconteceu um pouco por toda a Europa em guerra verificou-se, logo em 1914, um incentivo à prática desportiva, associado aos debates sobre que papel e posição Portugal deveria tomar em relação ao conflito europeu.

A imprensa desportiva saiu em defesa da introdução da educação física e de alguns desportos na preparação militar dos soldados, bem como na ocupação dos seus tempos de lazer, defendendo-se que um jovem bem preparado fisicamente seria um bom soldado e um melhor cidadão.

Independentemente da sua perícia e capacidades atléticas todos os soldados deveriam estar envolvidos nas atividades desportivas.

Pretende-se assim com esta intervenção começar por realçar a organização desportiva existente em Portugal em vésperas da I Guerra Mundial e o papel do desporto em cenário de guerra.

Já na fase da desmobilização das tropas, o desporto volta a ter um papel fundamental. Com a assinatura do Armistício, a 11 de novembro de 1918, o principal objetivo dos soldados mobilizados era o regresso a casa, no entanto, a desmobilização das tropas não foi imediata.

Foi a pensar nestes homens que ainda se encontravam na Europa que, dois meses após o final da Grande Guerra, se iniciou a organização dos Jogos InterAliados.

Estes Jogos decorreram de 22 de junho a 6 de julho de 1919 e no programa podemos encontrar modalidades e atividades como o futebol, rugby, atletismo, lançamento da granada e o jogo da tração da corda. E

stiveram em prova cerca de 1500 homens que competiram em 24 modalidades, durante 15 dias. Por Portugal estiveram em prova 51 atletas nas modalidades de boxe, esgrima, natação, polo-aquático, remo e tiro”.

Rita Nunes R

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *