Turismo, Vila Real de Santo António

Imóveis do centro histórico de Vila Real de Santo António vão ser transformados em hotéis de charme

Centro Histórico de VRSAO município de Vila Real de Santo António e a empresa municipal Sociedade de Gestão Urbana (SGU) lançaram, esta quinta-feira, a hasta pública para o arrendamento e posterior adaptação em unidade turística de três imóveis situados no centro histórico da cidade.

A medida tem como meta a reabilitação, exploração e manutenção de um conjunto de edifícios que serão transformados em hotéis de tipologia superior/charme e faz parte do pacote de investimentos turísticos previstos para o município – avaliados em 200 milhões de euros – apresentados recentemente na Bolsa de Turismo de Lisboa.

Os imóveis de matriz pombalina estão localizados em plena Baixa Pombalina, zona candidata a Património da Humanidade da Unesco, e onde dentro de dias irá também arrancar a obra de reconstrução do histórico Hotel Guadiana.

Depois de recuperadas, as unidades destinam-se exclusivamente a utilização turística, cujo conceito estará alicerçado na história de Vila Real de Santo António, criando um novo segmento baseado no património e na cultura locais.

Para Luís Gomes, presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, «esta operação faz parte da estratégia de recuperação do património edificado da cidade e contribui fortemente para a notoriedade do concelho enquanto destino turístico e cultural».

«Com este projeto, estamos não só a valorizar e a recuperar o nosso património, mas também a promover a diferenciação do destino a nível nacional e internacional, potenciando um turismo de qualidade superior e cultural», prossegue o autarca.

O Centro Histórico de Vila Real de Santo António constitui, na atualidade, um excelente exemplo da arquitetura e do urbanismo do século XVIII. Trata-se de uma cidade fábrica, fundada nos ideais iluministas, cuja importância está preservada no Plano de Pormenor de Salvaguarda do Núcleo Pombalino de VRSA, o que levou à constituição da primeira Área de Reabilitação Urbana (ARU) do país.

Também dentro de dias, a autarquia de VRSA dará início à obra de reabilitação do emblemático Hotel Guadiana, igualmente localizado no centro histórico da cidade, assegurando a sua reabertura e a respetiva transformação em hotel de charme.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *