Póvoa de Varzim, Sociedade

Presidente da Póvoa de Varzim manifesta desejo de criação de Centro de Investigação da Parenética Portuguesa

Presidente manifesta desejo de criação de Centro de Investigação da Parenética PortuguesaNo dia em que se completou um ano do falecimento do Professor João Francisco Marques, 6 de março, o Município da Póvoa de Varzim assinalou a data com o descerramento de uma placa evocativa na casa onde viveu, na Rua dos Ferreiros, nº 59, e a apresentação do último volume da “Obra Selecta”, pelo Prof. Doutor José Eduardo Franco, no Salão Nobre da Câmara Municipal.

O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Aires Pereira transmitiu que “ao descerrarmos, hoje, a placa que, no 1º aniversário do desaparecimento de João Marques, assinala o local onde nasceu, trabalhou e faleceu, impõe-se-me a obrigação de aqui, perante a família e na presença do Prof. Doutor José Eduardo Franco, manifestar o desejo de que aquela casa, para ser efetiva memória de João Francisco Marques, possa acolher um Centro de Investigação da Parenética Portuguesa, de que João Francisco Marques não foi apenas o nosso maior investigador e divulgador – foi também, na sua condição de sacerdote e de escritor, um exímio e muito apreciado cultor”.

Para além disso, o edil também referiu que “apresentamos hoje o 2º volume do Tomo 2 da sua Obra Seleta, ficando assim ao nosso dispor 4 densos volumes sobre a forte conexão entre Religião, Política e Sociedade – a tal perspetiva integrada de investigação em que João Marques foi pioneiro.

Sendo esta a sua Obra Seleta, é apenas uma curta amostra da muita obra publicada, dispersa por inúmeros títulos, dentro e fora de Portugal. Impõe-se, pois, dar continuidade à reedição de trabalhos de investigação que, tendo apenas circulado em meios académicos, estão inacessíveis ao crescente número de investigadores interessados.

Impõe-se, do mesmo modo, editar trabalhos que João Marques, por modéstia, guardou no seu vasto arquivo. Impõe-se, enfim, estudar exaustivamente a sua obra, boa parte dela não conhecida”.

O Salão Nobre da Câmara Municipal encheu-se para esta sessão evocativa que contou com a participação de D. Jorge Ortiga, Arcebispo Primaz de Braga, Elisa Ferraz, Presidente da Câmara Municipal de Vila do Conde, Afonso Pinhão Ferreira, Presidente da Assembleia Municipal da Póvoa de Varzim e editor da obra.

Pela família de João Marques, falou Lídio Marques, irmão, que referenciou as qualidades do professor, padre e investigador. O familiar garantiu que a casa e o património irão continuar na família.

Veja a fotogaleria

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *