Educação, Reguengos de Monsaraz, Sociedade

Reguengos de Monsaraz vai desenvolver projeto para crianças e jovens com problemas de insucesso e abandono escolar

Escola Secundária Conde de Monsaraz (2)“Criar Futuro – E6G” é o nome do projeto do Município de Reguengos de Monsaraz aprovado pelo Alto-Comissariado para as Migrações no âmbito do Programa Escolhas 6ª Geração que vai ser desenvolvido junto de crianças e jovens com problemas de insucesso e de abandono escolar. A candidatura promovida pela autarquia foi uma das sete aprovadas no Alentejo e tem como parceiros a ALIENDE – Associação para o Desenvolvimento Local, o Agrupamento de Escolas de Reguengos de Monsaraz, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Reguengos de Monsaraz e a Junta de Freguesia de Reguengos de Monsaraz.

O projeto vai ser desenvolvido durante este ano, podendo ser renovado anualmente até ao final de 2018, e terá como participantes diretos 102 crianças e jovens do concelho, nomeadamente 28 de etnia cigana que frequentam o 1º ciclo, 37 dos cursos PIEF e outros 37 que estão integrados em dois cursos profissionais. O Escolhas é um programa governamental promovido pela Presidência do Conselho de Ministros e integrado no Alto Comissariado para as Migrações que tem como missão promover a inclusão social de crianças e jovens de contextos socioeconómicos vulneráveis, visando a igualdade de oportunidades e o reforço da coesão social.

O projeto de Reguengos de Monsaraz vai intervir junto de crianças e jovens com problemas de insucesso e de abandono escolar, ao longo do sistema educativo, particularmente ao nível dos cursos profissionais. Estes problemas emergem pela situação de contexto destas crianças e jovens oriundos de comunidades marginalizadas (etnia cigana) e de públicos desfavorecidos, com dificuldades de inserção social, económica e cultural, com baixos recursos económicos que suportem a consolidação da aprendizagem escolar e com baixos níveis de competências pessoais e quase ausência de projetos de vida de médio e longo prazo.

Assim, o projeto propõe-se intervir e entregar resultados centrados no participante direto nos níveis escolar, do desenvolvimento pessoal e de inserção na comunidade. Ao nível escolar pretende-se criar condições materiais para o sucesso escolar, implementando espaços de trabalho acompanhado e acesso a meios informáticos e outros.

Ao nível de desenvolvimento pessoal, e em correlação com o sucesso escolar, o objetivo é promover projetos de vida das crianças e jovens, valorização do percurso escolar e criação de espaços para a integração das famílias, e ainda desenvolvendo fatores de empregabilidade e competências empreendedoras, tanto do ponto de vista económico como social. As competências empreendedoras e de empregabilidade articulam-se com os projetos de vida enquanto fator relevante numa perspetiva de futura integração profissional.

Em correlação com o incremento de competências pessoais, o terceiro eixo de intervenção visa proporcionar a integração social e comunitária pelo fomento do seu nível de organização, envolvimento cívico e valorização cultural, através da criação de uma associação de jovens para o desenvolvimento de atividades cívicas e de eventos diversos de carater intercultural. “Criar Futuro – E6G” é portanto um projeto para dar aptidões e capacitar as crianças e jovens para orientar as suas expetativas de vida e dotá-los de capacidade de mobilização de recursos, de reivindicação e de intervenção.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *