Cultura, Estarreja

Carmen Souza e Theo Pascal marcam abertura dos Concertos Íntimos no Cine-Teatro de Estarreja

carmenSouzaA3Numa curta digressão a Portugal, com concertos em Estarreja e Lisboa, a dupla Carmen Souza e Theo Pascal abre a 10ª edição dos Concertos Íntimos no Cine-Teatro de Estarreja, este sábado, 30 de janeiro, às 21h30.

Nascida em Lisboa e filha de cabo-verdianos, Carmen Souza é considerada uma das mais vibrantes vozes do jazz europeu. Ao lado do baixista Theo Pascal, Carmen marca a abertura do ciclo Concertos Íntimos (CI) 2016, com a apresentação do álbum “Epistola”.

Numa curta digressão a Portugal, onde se estreia no Cine-Teatro de Estarreja, a dupla influenciada pelos estilos afro-latinos e pelo jazz promete oferecer uma experiência única, embelezada pelas paisagens cabo-verdianas, pela expressão vocal inimitável de Carmen Souza, aliada ao talentoso baixista, e pela improvisação jazzística num “jazz crioulo” cheio de alma, paixão, cor e explosão.

O ciclo CI volta a firmar-se como marca indissociável do cardápio cultural do Cine-Teatro de Estarreja (CTE). Pelo 10º ano consecutivo, este ciclo chama mais três nomes da cena musical nacional e internacional, verificando-se, em 2016, estreias absolutas no auditório estarrejense.

 

Miguel Ângelo e João Pedro Pais em cartaz
Depois de Carmen Souza e Theo Pascal, o testemunho é passado a Miguel Ângelo que, aos 30 anos de carreira, presenteia os CI com uma síntese de êxitos e canções novas. A eterna figura dos Delfins e membro fundador dos Resistência estreia-se no CTE dia 19 de março, encorajado pelo lançamento de “Segundo”, o seu mais recente disco a solo.

João Pedro Pais fica para a festa de encerramento, a 21 de maio. Com o espetáculo “Improviso” e o álbum “Identidade”, o músico de 44 anos, que entrou na casa dos portugueses há duas décadas através do programa Chuva de Estrelas, propõe um concerto de proximidade, mergulhando na essência de cada tema.

 

10 anos com 27 nomes da música lusófona
Os meses de janeiro, março e maio são anualmente pautados pela presença de artistas batizados pela língua portuguesa, apresentando-se ao vivo em concertos de carácter intimista, focados na relação de proximidade com o público. Desde 2007, altura da 1ª edição, passaram 27 nomes da música lusófona pelos CI e cerca de 13 mil espectadores.

Em 2015, o cartaz dos CI atraiu um total de 1478 pessoas ao auditório do CTE, representando 5% do total de espectadores do equipamento cultural nesse ano. A 10ª edição dos CI confirma a qualidade, atualidade e pertinência artística do ciclo, mantendo a aposta na divulgação da lusofonia.

Os bilhetes para os CI 2016 encontram-se à venda na Bilheteira do CTE, no site da BOL – Bilheteira Online, lojas Fnac, CTT e El Corte Inglés. As entradas custam 12,5€ por concerto, estando ainda disponível o passe geral que dá acesso aos três concertos por 30€.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *