Montijo, Sociedade

Montijo inaugura Cais dos Pescadores

inauguracao cais pescadores (2)A expetativa para conhecer o novo Cais dos Pescadores do Montijo ficou bem patente nas dezenas de pessoas que marcaram presença na inauguração desta nova infraestrutura, no passado dia 23 de janeiro.

O novo Cais dos Pescadores foi inaugurado pelo presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, e pelo presidente da Sociedade Cooperativa União Piscatória Aldegalense (SCUPA), José Maria dos Santos. A cerimónia contou, ainda, com a presença da secretária de estado para a Cidadania e Igualdade, Catarina Marcelino, e de diversos autarcas do concelho do Montijo.

O presidente da SCUPA agradeceu a colaboração de todos os envolvidos na execução deste projeto, relembrando que “o mais importante desta cerimónia são os pescadores profissionais do Montijo, que precisam deste Cais pescarem com mais condições”.

Nuno Canta agradeceu, igualmente, a todos os intervenientes no projeto e construção do Cais e afirmou que o “novo Cais representa uma oportunidade de desenvolvimento, de aumentar de forma sustentável a pesca e de progresso da classe piscatória montijense. Uma infraestrutura que terá um papel fundamental no apoio à atividade piscatória presente e futura”.

“Recebe este Cais o nome dos pescadores, gente de trabalho, que sustenta a vida na faina e que representa a mais genuína tradição montijense”, acrescentou o presidente da câmara.

O Cais dos Pescadores é um investimento promovido pela SCUPA, com um financiamento de 494.820,00 euros por parte do PROMAR – Programa Operacional Pesca 2013-2017. A Câmara Municipal do Montijo realizou, ainda, um protocolo de colaboração com a SCUPA no valor de 113.825, 00 euros.

Esta nova infraestrutura de apoio ao desenvolvimento da atividade piscatória local está dimensionada para a acostagem de 12 a 16 embarcações em simultâneo, incluiu uma rampa de varadouro e uma área de instalações de apoio individuais para guardar os aprestos de pesca. A obra permitiu, também, salvaguardar as ruínas do Moinho de Maré do Meio.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *