Sociedade, Torres Vedras, Turismo

Apresentação do Projeto Brendait em Torres Vedras – Rede de Turismo Acessível e Inclusivo

BrenDait - Apresentação ProjetoO Auditório Municipal de Torres Vedras acolheu ontem, 14 de janeiro, a reunião de lançamento do projeto BRENDAIT- Construção de uma Rede de Turismo Acessível e Inclusivo.

 

Este projeto visa conceber e implementar uma estratégia de desenvolvimento de um destino turístico acessível a todos, num âmbito regional, que permita ultrapassar os principais obstáculos ao desenvolvimento do Turismo Acessível e Inclusivo sinalizados em estudos realizados em Portugal e na União europeia.

O consórcio do Projeto BRENDAIT é constituído por: Perfil, Lda (empresa especialista em Consultoria, Estudos e Formação em Turismo Acessível e Inclusivo); Turismo do Centro de Portugal; Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril; Associação de Hotelaria de Portugal e European Network for Accessible Tourism (ENAT) e oterritório escolhido para a aplicação do projeto situa-se no eixo Torres Vedras – Batalha.
O Turismo de Portugal concede apoio financeiro para a realização deste Projeto, dado que está alinhado com o referencial estratégico do Plano de Ação Turismo 2020, mais especificamente com o Projeto “Tornar Portugal um destino acessível para todos”. Neste é incentivada a inclusão da acessibilidade na oferta turística enquanto fator diferenciador da qualidade do serviço, no quadro da proposta de valor de Portugal como destino turístico.

Com efeito, todos os turistas têm necessidades específicas, de natureza pessoal, social e cultural, relacionadas com as suas características, motivações e interesses turísticos, cabendo à oferta/ prestação de serviços turísticos satisfazer adequadamente tais necessidades. É neste sentido que surge este projeto.

O presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes, a quem coube a abertura da sessão de trabalhos, salientou o trabalho desenvolvido pelo município em matéria de acessibilidade/mobilidade. Neste âmbito, referiu que Torres Vedras tem a presidência nacional da Rede Civinet (Ibérica), é o único município português que integra a Rede de Cidades que Caminham, possui um manual técnico “Torres Vedras Acessível” e desenvolveu Planos de Mobilidadepara a cidade, freguesias e para o litoral. Carlos Bernardes terminou a sua intervenção a salientar que é com grande motivação e entusiasmo que Torres Vedras se associa ao arranque deste projeto/plataforma de trabalho em rede, fundamental para a criação de mais condições de acessibilidade que garantam uma maior atratividade ao nível do turismo inclusivo.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *