Cultura, Oliveira de Azeméis

Oliveira de Azeméis celebra 100 anos da obra de Ferreira de Castro

IMG_7588Oliveira de Azeméis vai assinalar o centenário da vida literária de Ferreira de Castro com um programa de atividades que inclui a edição de um selo comemorativo e a criação de um roteiro pedestre e um jogo eletrónico.

Em causa está o escritor natural de Oliveira de Azeméis (1898-1974) que, após o lançamento em 1916 do seu primeiro romance, “Criminoso por ambição”, viria a torna-se célebre com as obras “Emigrantes” (1928) e “A Selva”(1930). Este último livro contribuiu para que fosse durante décadas o autor português mais traduzido em todo o mundo e integra ainda hoje o Plano Nacional de Leitura para o Ensino Secundário.

“Ferreira de Castro é a nossa maior referência cultural e projetar a sua dimensão humanista é uma obrigação da qual não abdicamos”, declarou hoje à Lusa o presidente da autarquia, Hermínio Loureiro. “Celebrar os 100 anos do início da sua atividade literária é, além de um imperativo, uma oportunidade para todos conhecermos melhor este grande vulto da literatura portuguesa”, realçou.

A celebração baseia-se, por isso, naquilo que a vereadora Gracinda Leal, que tutela o pelouro da Cultura na autarquia, considera uma estrutura de parceria: “O programa está assente numa lógica de rede e de dinâmicas de colaboração, por forma a que qualquer pessoa, associação ou entidade possa dar o seu contributo na divulgação e preservação da memória da vida e obra de Ferreira de Castro”.

A autarca acredita que os diferentes méritos do autor farão assim de 2016 “uma oportunidade única para promover Ferreira de Castro enquanto marca cultural, potencializando o desenvolvimento concelhio em diferentes domínios”.

O programa comemorativo arranca hoje com a inauguração da exposição “As maravilhas artísticas de Ferreira de Castro”, que, baseada na obra “Maravilhas Artísticas do Mundo”, apresenta dezenas de livros a cujo apoio o autor recorreu para redação desse trabalho e ainda 50 quadros com imagens extraídas quase integralmente da sua edição de 1963.

Sem data marcada, mas previsto ainda para o primeiro semestre do ano, está o lançamento de um selo comemorativo do centenário literário do autor, que se destina não apenas a colecionadores, mas também a uso corrente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis na sua correspondência oficial.

Também até final de junho será criado o jogo “Ferreirólio”, que a autarquia anuncia como “uma ferramenta lúdico-pedagógica baseada na vida e obra de Ferreira de Castro” e que será depois complementado com uma edição eletrónica, para incentivar o conhecimento sobre o escritor e o gosto pela sua obra.

O Roteiro Literário dos Caminhos de Ferreira de Castro, por sua vez, será lançado a 28 de maio e consistirá num percurso pedestre na freguesia de Ossela, através dos locais que Ferreira de Castro frequentou e descreveu em alguns dos seus livros.

Entre diversas outras atividades, para o segundo semestre de 2016 fica também reservada a exibição de filmes baseados na obra do autor, a edição de uma medalha comemorativa do seu centenário literário e o lançamento do vinho verde “Manuel da Bouça”, inspirado na personagem principal do romance “Emigrantes”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *