Estarreja, Sociedade

Mercado Municipal de Estarreja tem condições reforçadas

????????????????????????????????????
????????????????????????????????????

O Presidente da Junta de Freguesia de Avanca, José Borges, lembrou que apesar das suas três décadas de existência, o Mercado Municipal Júlio Neves, “nunca sofreu obras tão avultadas” como as que foram agora realizadas. Orçada em cerca de 40 mil euros, a intervenção compreendeu a pavimentação do piso e a construção de instalações sanitárias. A mobilidade foi um dos aspetos evidenciados pelos utentes do equipamento. As obras “foram feitas este ano graças ao apoio que tivemos do executivo e dos seus técnicos”, salientou o autarca avancanense, representando “sem dúvida uma mais-valia”para a freguesia que lidera.

Obras como esta comprovam que o Município deve continuar a apostar na delegação de competências nas Juntas de Freguesia, como instrumento facilitador da concretização de investimento, conforme frisou o Presidente da Câmara Municipal, Diamantino Sabina. Para 2016, a autarquia prevê ultrapassar de novo o montante global destinado às Juntas, atingindo-se os 900 mil euros.

A Câmara Municipal de Estarreja atribuiu à Junta de Freguesia de Avanca uma verba de 30 mil euros para a realização das obras de beneficiação do Mercado Júlio Neves. Diamantino Sabina começou por dizer que “é nossa função fazer obras, melhorar as condições dos nossos cidadãos e estar aqui também para as inaugurar”. Referiu que este será o primeiro passo de uma renovação mais profunda para o Mercado de Avanca. Priorizou-se a construção das casas de banho e a melhoria do piso, que estava bastante degradado, agora pretende-se avançar noutra frente, tendo Diamantino Sabina deixado o“compromisso para os próximos anos” da renovação da cobertura, dando-se “passos firmes e assertivos em prol da comunidade”.

Surpreendidos com as melhorias e com a significativa evolução também ao nível da mobilidade, os utentes do Mercado Júlio Neves aplaudiram a intervenção. Cliente assíduo deste tradicional mercado, Francisco Valdemar disse que esta é “uma obra bem-feita para o povo de Avanca”. “Isto está muito bem feito e era preciso. Estava tudo danificado”, portanto “foi bem investido este dinheiro”, na opinião do avancanense.

Do ponto de vista dos comerciantes, que duas vezes por semana têm o seu ponto de venda neste espaço de Avanca, espera-se que a beneficiação traga bons frutos para o negócio. Tendo ainda bem presente a falta de condições do mercado, o vendedor João António Silva disse que agora “ficou muito porreiro. Para o que estava, está uma maravilha. Tem os quartos de banho, o piso muito bem arranjado, está bom”.

A beneficiação corporiza a concretização da aposta fundamental na dinamização do comércio local. O Mercado de Avanca realiza-se duas vezes por semana, às quartas e sextas-feiras.

 

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *